Invest

O que é payroll e como ele impacta no mercado financeiro?

Indicador deve ser acompanhado pelos investidores brasileiros que têm ativos nos Estados Unidos

O payroll, do EUA, é um indicador que apresenta informações cruciais para se entender a dinâmica de crescimento da economia e poder calibrar expectativas sobre o que pode vir pela frente. (andreswd/Getty Images)

O payroll, do EUA, é um indicador que apresenta informações cruciais para se entender a dinâmica de crescimento da economia e poder calibrar expectativas sobre o que pode vir pela frente. (andreswd/Getty Images)

EXAME Solutions
EXAME Solutions

EXAME Solutions

Publicado em 10 de julho de 2024 às 14h00.

O chamado payroll é uma parte importante do relatório de situação de emprego (“employment situation”) publicado mensalmente nos Estados Unidos pelo Departamento de Estatísticas do Trabalho (Bureau of Labor Estatistics - BLS).

Ele mede o fluxo líquido de contratações durante o mês, ou seja, contratações menos demissões, e a medida mais monitorada não inclui o emprego rural (“nonfarm payroll”).

As informações do payroll são coletadas diretamente com as empresas em uma amostra de mais de 100 mil estabelecimentos espalhados por todo o país, para garantir representatividade geográfica e setorial.

E por que o payroll impacta o mercado financeiro?

Danilo Igliori, economista-chefe da fintech Nomad, que oferece serviços financeiros globais aos brasileiros, explica que o payroll impacta o mercado financeiro por ser um indicador que mostra o pulso do mercado de trabalho e, portanto, da atividade econômica do país.

“O payroll apresenta informações cruciais para se entender a dinâmica de crescimento da economia e poder calibrar expectativas sobre o que pode vir pela frente.”, afirma. “Ele é central também como informação para orientar ajustes na política monetária e, portanto, na trajetória de juros no país. Lembramos que o Fomc [Comitê Federal de Mercado Aberto do Banco Central dos Estados Unidos] tem o duplo mandato de controlar a inflação e promover o pleno emprego.”

Para ficar ainda mais claro esse impacto, Igliori dá um exemplo. “No momento atual, em que a inflação ainda está acima da meta do Fomc e o mercado de trabalho está apertado, leituras fortes do payroll tendem a ser interpretadas como sinais de maiores dificuldades para cortes nas taxas de juros.”

O investidor brasileiro deve ficar atento ao payroll?

Na opinião do economista-chefe da Nomad, os investidores brasileiros que têm ativos nos Estados Unidos devem estar atentos ao payroll, pois ele sinaliza dinâmicas privadas e perspectivas de política econômica. “Na mesma direção, além dos fluxos de contratações, é importante acompanhar a taxa de desemprego e a evolução dos salários”, detalha.

“Vale notar que muitos analistas e economistas projetam o payroll e a taxa de desemprego. Surpresas em relação às expectativas de mercado com relação a esses indicadores frequentemente contribuem para ajustes na precificação de ativos.”

Acompanhe tudo sobre:branded-contentInvestir Nomad

Mais de Invest

Gustavo Franco: Palavras ao vento

Nem XPML11, nem MXRF11: veja 5 FIIs promissores em julho, segundo a Empiricus

Quanto tempo morando junto tem direito à herança?

“O mercado deu uma exagerada”, diz head do Santander sobre bolsa descontada e dólar a R$ 5,70

Mais na Exame