Invest

Receita alerta para novo golpe sobre entrega do imposto de renda

Criminosos estão informando às possíveis vítimas que foram identificados erros em suas declarações

Receita Federal: prazo para entrega do IR termina dia 31 de maio  (Marcello Casal/Agência Brasil)

Receita Federal: prazo para entrega do IR termina dia 31 de maio (Marcello Casal/Agência Brasil)

Karla Mamona
Karla Mamona

Editora de Finanças

Publicado em 26 de maio de 2023 às 17h32.

Última atualização em 29 de maio de 2023 às 14h30.

A Receita Federal alertou nesta sexta-feira, 26, sobre um novo golpe que está em circulação e utiliza indevidamente o nome da instituição.

“Neste período em que nos encontramos em meio à temporada de declaração do imposto de renda, é crucial que todos tomem precauções para evitar cair em armadilhas virtuais”, disse em comunicado.

Como funciona o golpe

Os golpistas estão se aproveitando da situação, informando às possíveis vítimas que foram identificados erros em suas declarações e que é necessário corrigi-los até a data limite de 31 de maio.

Para dar veracidade às suas alegações, eles disponibilizam uma espécie de link malicioso, afirmando conter informações detalhadas sobre o procedimento para correção dos erros em um suposto arquivo pdf. No assunto da mensagem, utilizam a sigla IRPF e se referem às possíveis vítimas como "contribuintes", termos utilizados pelo órgão em sua comunicação.

Ao clicar em links suspeitos ou fornecer informações pessoais em resposta a essas mensagens fraudulentas, as pessoas correm o risco de expor seus dados sensíveis à gente mal-intencionada.

Por meio dessas mensagens falsas, quadrilhas especializadas em crimes pela internet podem obter, ilegalmente, informações fiscais, cadastrais e financeiras dos contribuintes, ou instalar programas nos computadores que captam e enviam informações pessoais. Essas práticas criminosas têm se tornado cada vez mais sofisticadas.

(Receita Federal/Divulgação)

Cuidado

A Receita Federal ressalta que não envia comunicações por e-mail ou mensagens de texto solicitando a correção de erros em declarações por meio de links.

É imprescindível que todos estejam atentos a essas tentativas de golpe e sigam algumas orientações:

  1. Desconfie de e-mails ou mensagens de origem desconhecida que solicitam informações pessoais, especialmente relacionadas à declaração do imposto de renda.
  2. Nunca clique em links suspeitos ou desconhecidos, pois podem direcionar você a sites maliciosos ou baixar programas prejudiciais em seu dispositivo.
  3. Não abra arquivos anexados, pois normalmente são programas executáveis que podem causar danos ao computador ou capturar informações confidenciais do usuário.
  4. Verifique sempre a autenticidade das comunicações que parecem ser da Receita Federal. Lembre-se de que a Instituição utiliza principalmente o Portal e-CAC (Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte) e o site institucional como canais seguros de comunicação.

Como identificar erros na declaração do Imposto de Renda?

Quando você envia a sua declaração de imposto de renda, ela passa por uma análise dos sistemas da Receita Federal, onde são verificadas as informações que você enviou e elas são comparadas com informações fornecidas por outras entidades (terceiros), que também tem que prestar informações à Receita: empresas, instituições financeiras, planos de saúde e outros.

Se for encontrada alguma diferença entre as informações apresentadas por você em relação às informações apresentadas por terceiros, a sua declaração será separada para uma análise mais profunda, é o que se chama de Malha Fiscal (ou "malha fina" como é popularmente conhecida). Você não receberá a sua restituição enquanto a sua declaração estiver em Malha Fiscal.

Para saber se a sua declaração está em malha, acesse o e-CAC. Selecione a opção "Meu Imposto de Renda (Extrato da DIRPF)" e na aba "Processamento", escolha o item "Pendências de Malha". Lá você pode ver se sua declaração está em malha e também verificar qual é o motivo pelo qual ela foi retida.

Se a declaração está em malha porque você cometeu algum erro no preenchimento ou deixou de informar alguma coisa, pode fazer uma retificação da sua declaração, desde que ainda não tenha recebido o termo de intimação.

Acompanhe tudo sobre:receita-federalImposto de Renda 2023Dicas de Imposto de RendaFraudesRestituição do Imposto de Renda

Mais de Invest

Mega-Sena: quanto rendem R$ 35 milhões na poupança

Bolsas da Europa fecham em baixa, pressionadas por turbulência política após eleições na UE

Nota Fiscal Paulista abre consulta para sorteio de R$ 1 milhão

Pix bate novo recorde de transações em um mesmo dia, com movimentação de R$ 90,9 bilhões

Mais na Exame