Invest

Procon-SP notifica Enel sobre apagão na capital; parte dos moradores segue sem luz

Interrupções de energia afetaram a Santa Casa de Misericórdia e o Aeroporto de Congonhas, além de consumidores residenciais

Procon-SP: órgão notifica Enel sobre apagão (Enel/Divulgação)

Procon-SP: órgão notifica Enel sobre apagão (Enel/Divulgação)

Rebecca Crepaldi
Rebecca Crepaldi

Repórter de finanças

Publicado em 19 de março de 2024 às 12h11.

A Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor de São Paulo (Procon-SP) disse em nota que notificou a Enel, empresa responsável pela distribuição na cidade, para que envie informações detalhadas sobre o apagão que afeta residências, comércios, hospitais e aeroportos desde sexta-feira, 15, com foco nos bairros de Higienópolis, Bela Vista, Cerqueira César, Santa Cecília e Vila Buarque.

Entre os locais com interrupções de energia, a Santa Casa de Misericórdia afirmou em nota na segunda-feira, 18, que os setores de internação e emergência do Hospital Sede, na Rua Doutor Cesário Motta Júnior, estavam sendo alimentados por geradores próprios. No local, procedimentos ambulatoriais e cirurgias eletivas foram reprogramadas. Já o Aeroporto de Congonhas na própria sexta precisou interromper operações.

Na notificação, o Procon-SP pede esclarecimentos da concessionária sobre a interrupção no fornecimento de energia elétrica. A instituição solicita informações detalhadas, incluindo os motivos da falha, a duração total do evento e uma estimativa do número de consumidores afetados. Além disso, requer que a empresa explique as medidas tomadas para restabelecer o serviço e qual o suporte aos consumidores que tentaram contatá-la.

As explicações devem ser enviadas em até sete dias e serão analisadas pelos especialistas do Procon-SP como parte de um processo fiscalizatório. Este processo visa investigar possíveis irregularidades que, dependendo, podem resultar em sanções, como multas. Tais penalidades serão calculadas conforme o estipulado no Código de Defesa do Consumidor, assegurando-se à empresa o direito de ampla defesa durante todo o processo.

Posicionamento da Enel

Em nota atualizada, a Enel informou que pela manhã desta terça-feira, 19, por volta das 9h, o serviço já havia sido restabelecido para 85% dos clientes afetados nos bairros de Higienópolis, Bela Vista, Cerqueira César, Santa Cecília e Vila Buarque. Também destacou que 70% dos clientes tiveram o fornecimento de energia normalizado já na segunda, por volta das 18h30.

Segundo a empresa, a interrupção no fornecimento de energia foi ocasionada por uma ocorrência na rede subterrânea, provocada por obras realizadas pela Sabesp. A empresa divulgou em comunicado que os cabos da rede subterrânea foram atingidos durante uma intervenção da companhia de saneamento, resultando na interrupção do serviço em determinados bairros.

“Clientes prioritários foram atendidos com geradores disponibilizados pela distribuidora, enquanto os técnicos atuavam para concluir os reparos na rede elétrica, que é subterrânea no local. Equipes da Enel e da Sabesp trabalham em parceria para analisar as causas da interrupção na região central de São Paulo e vão estreitar ainda mais a atuação em conjunto nas intervenções realizadas na área de concessão aprimorando seus protocolos.”

Em relação à região da Rua 25 de Março, conhecida por ser o maior centro de compras da América Latina, a empresa informou que o fornecimento foi normalizado de forma integral por volta das 8h40 de hoje, após outra ocorrência na rede subterrânea que abastece a região afetar o fornecimento no local.

Comerciantes da região estavam sem luz desde às 7h do sábado, 16, e relataram que o trabalho foi comprometido, além do transtorno ter ocasionado custos com geradores. Segundo a Enel, em função da complexidade dos trabalhos envolvendo a rede subterrânea, a companhia chegou a disponibilizar seis geradores para atender os clientes durante a realização dos reparos..

Onde registrar reclamação sobre falta de energia?

De acordo com o Procon-SP, em situações de queda no fornecimento de energia elétrica, a orientação é para que os consumidores, primeiro, informem a ocorrência ao serviço de atendimento da própria concessionária responsável. Caso a questão persista sem solução, é recomendado que os consumidores formalizem uma reclamação junto ao Procon-SP.

Confira as últimas notícias de Invest:

Acompanhe tudo sobre:EnelApagãoEnergia elétricaProcon

Mais de Invest

Receita paga maior lote de restituição do Imposto de Renda 2024 esta semana; veja quem recebe

Ninguém acerta as seis dezenas do concuso 2729 da Mega-Sena e prêmio vai a R$ 75 milhões

Investidores da Tesla são aconselhados a votar contra bonificação de US$ 56 bi para Musk

Veja o resultado da Mega-Sena, concurso 2729; prêmio é de R$ 47 milhões

Mais na Exame