Invest

Os três motivos que levam à inadimplência no Brasil, segundo o Google

Quase metade dos participantes afirmaram que, sem dívidas, não conseguem comprar o que necessitam

Dificuldade na hora de pagar o cartão de crédito: veja o que mostra a nova pesquisa do Google (Getty Images/Getty Images)

Dificuldade na hora de pagar o cartão de crédito: veja o que mostra a nova pesquisa do Google (Getty Images/Getty Images)

Laura Pancini
Laura Pancini

Repórter de Tecnologia e Inteligência Artificial

Publicado em 16 de abril de 2024 às 12h13.

Nesta terça-feira, 16, o Google divulgou uma pequisa inédita feita em parceria com o instituto Quantas. Aproximadamente 2.500 brasileiros foram entrevistados em novembro de 2023 para entender a fundo quais seriam os principais motivos que levam à inadimplência financeira.

Segundo a pesquisa, pressões financeiras como a diminuição da renda (57%), a inflação e o aumento dos preços (54%), além do reajuste de contas fixas (48%), estão entre os principais motivos que levam à inadimplência.

Outros fatores incluem imprevistos de saúde (45%) e o parcelamento de compras no cartão de crédito (46%). Sobre o último exemplo, a maioria (57%) dos entrevistados disse que preocupa-se apenas com o valor das parcelas e não com o custo total.

Endividados, mas otimistas

A pesquisa também revela que 53% dos brasileiros bancarizados têm mais da metade da renda comprometida com despesas fixas e créditos.

Nas entrevistas, 48% dos participantes afirmaram que, sem dívidas, não conseguem adquirir o que necessitam.

Para 47%, o salário atual faz com que seja impossível evitar endividamento. Outros 34% disseram que se envolvem em uma nova dívida logo após quitar a anterior.

Apesar do panorama complexo sobre endividamento, a maioria dos brasileiros (66%) está otimista com sua situação financeira futura, e 88% dos inadimplentes esperam quitar suas dívidas nos próximos meses.

"As instituições financeiras têm a oportunidade de conquistar a confiança desses consumidores, principalmente através da educação financeira", afirma Gustavo Pena, head de negócios para o segmento de serviços financeiros do Google Brasil.

Google abre inscrições para o Programa de Estágio afirmativo com foco em tecnologia e negócios
Acompanhe tudo sobre:GoogleFinançasDívidas pessoais

Mais de Invest

Receita Federal autoriza a Temu a operar no Remessa Conforme e vender para o Brasil

Morre Ivan Boesky, condenado por escândalos de insider trading nos anos 1980

RS: Parcela extra do seguro-desemprego será paga na terça-feira; veja quem recebe

Receita Federal libera consulta ao 1º lote do IR 2024 esta semana; veja quem recebe

Mais na Exame