Vale (VALE3) divulga balanço e ação pode se beneficiar de ataque da Rússia

Mineradora é a segunda maior produtora de níquel do mundo, atrás da russa Norilsk. Veja a recomendação dos analistas do BTG Pactual
Locomotiva da Vale em Carajás | Foto: Germano Lüders/EXAME (Exame/Germano Lüders)
Locomotiva da Vale em Carajás | Foto: Germano Lüders/EXAME (Exame/Germano Lüders)
Por Da RedaçãoPublicado em 24/02/2022 06:45 | Última atualização em 24/02/2022 00:57Tempo de Leitura: 2 min de leitura

A Vale (VALE3), empresa cuja ação tem o maior peso no Ibovespa (15% do total), divulga os resultados do quarto trimestre no fim do dia desta quinta-feira, dia 24, depois do fechamento dos mercados.

As ações encerraram a quarta-feira negociadas a 86,47 reais, com alta acumulada de 10,9% neste ano.

A mineradora apresenta seus números trimestrais em um momento em que pode se beneficiar indiretamente do conflito militar entre Rússia e países do Ocidente na Ucrânia. A razão: a sua capacidade de produção de níquel.

A Vale é a segunda maior produtora de níquel do mundo, atrás apenas da russa Norilska.

"A empresa [Vale] responde por cerca de 5% a 6% da oferta global [de níquel], o que é bastante relevante e, neste momento, talvez esteja subvalorizado pelo mercado", apontam os analistas Leonardo Correa, Caio Greiner e Bruno Lima, do BTG Pactual (BPAC11), em relatório na terça-feira, dia 22.

"À medida que as tensões geopolíticas se desenrolam, os preços do níquel estão a caminho de atingir as máximas da década de US$ 25.000/tonelada (a Rússia responde por cerca de 7% da oferta global)."

Segundo os analistas do BTG Pactual, a divisão não está sendo devidamente precificada pelo mercado.

"Nossa impressão é que os investidores estão atribuindo muito pouco (se algum) valor à divisão de metais básicos da Vale. Em condições mais normais, calculamos que essa unidade poderia estar operando próximo a US$ 5 bilhões em Ebitda, o que teoricamente alcançaria um valuation superior a US$ 30 bilhões (mais de 30% do valor de mercado da Vale)."

Leia o relatório completo dos analistas do BTG Pactual e a recomendação deles para a ação.