Acompanhe:

Stellantis interrompe produção de Jeep na China e encerra joint-venture

A Stellantis produzia Jeep na China através de uma joint-venture com a empresa local Guangzhou Automobile Group (GAC)

Modo escuro

Continua após a publicidade
Sede da Stellantis (Rebecca Cook/Reuters)

Sede da Stellantis (Rebecca Cook/Reuters)

C
Carlo Cauti

Publicado em 18 de julho de 2022 às, 11h13.

A Stellantis, joint-venture entre Fiat e Peugeot, vai interromper a produção de Jeep na China.

A Stellantis produzia Jeep na China através de uma joint-venture com a empresa local Guangzhou Automobile Group (GAC), um dos mais importantes produtores chineses de veículos, estipulada há 12 anos.

A decisão de abandonar a parceria foi tomada pela falta de avanços no plano de aquisição de uma participação majoritária na joint-venture por parte do grupo franco-italiano.

Desde janeiro de 2022, quando o aumento de participação na parceria foi anunciado pela Stellantis, não houve avanços na operação.

O CEO da Stellantis, Carlos Tavares, tinha anunciado no início do ano o aumento da participação de 50% para 75%, na joint-venture, definindo a operação como "um elemento fundamental do plano da Stellantis de construir novas bases para seus negócios na China".

Stellantis e GAC informaram que prosseguirão com uma “rescisão ordenada” do empreendimento.

Stellantis também citou a “falta de progresso” no plano de adquirir uma participação majoritária da joint-venture e que vai pagar ao parceiro chinês 297 milhões de euros (cerca de R$ 1,6 bilhão) como indenização para o fim da sociedade.

Após o encerramento da parceria, a Stellantis vai importar carros Jeep para a China, mesmo os modelos eletrificados, com uma abordagem “asset-light”. 

Stellantis enfrenta uma intensa concorrência na China

A concorrência de empresas locais tem se mostrado acirrada na China, e alguns fabricantes de veículos estrangeiros têm lutado com excesso de capacidade produtiva após uma desaceleração nas vendas nos últimos anos.

Os repetidos lockdowns impostos pelo governo chinês por causa de novos surtos da pandemia do novo Coronavírus (Covid-19) interromperam várias vezes as produções ao longo de 2022 e afetaram também o sentimento do consumidor, embora as vendas de carros elétricos estejam aumentando.

A China responde por menos de 1% das vendas da Stellantis. A empresa obtém mais vendas nos EUA, onde é conhecida por seus caminhões Ram e carros Chrysler, e na Europa, seu mercado doméstico.

A Stellantis ainda tem outra joint-venture na China com a Dongfeng Motor Corporation, que produz modelos para marcas como a Peugeot.

Últimas Notícias

Ver mais
Família dona do Walmart vende US$ 1,5 bilhão em ações após papéis tocarem máxima histórica
seloMercados

Família dona do Walmart vende US$ 1,5 bilhão em ações após papéis tocarem máxima histórica

Há 4 horas

Ações do Zoom disparam 13% com resultado acima das expectativas
seloMercados

Ações do Zoom disparam 13% com resultado acima das expectativas

Há 4 horas

Donas da Ozempic e Mounjaro dobram de tamanho em um ano e superam valor de todo o mercado brasileiro
seloMercados

Donas da Ozempic e Mounjaro dobram de tamanho em um ano e superam valor de todo o mercado brasileiro

Há 17 horas

BCE pode ter razões para cortar juros antes do Fed pela primeira vez, diz Gavekal
seloMercados

BCE pode ter razões para cortar juros antes do Fed pela primeira vez, diz Gavekal

Há 19 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais