Acompanhe:

Rial deixa conselho de administração do Santander uma semana após saída da Americanas

Executivo era o presidente do conselho do banco, onde foi CEO até 2022

Sergio Rial - ex CEO das Americanas e Santander (Germano Lüders/Exame)

Sergio Rial - ex CEO das Americanas e Santander (Germano Lüders/Exame)

B
Beatriz Quesada

Publicado em 20 de janeiro de 2023, 19h06.

Última atualização em 20 de janeiro de 2023, 19h41.

O executivo Sérgio Rial renunciou à sua vaga no conselho de administração do Santander Brasil (SANB11), segundo fato relevante publicado pelo banco na noite desta sexta-feira, 20.

A saída ocorre uma semana após Rial ter deixado o cargo de CEO na Americanas (AMER3) na última quarta-feira, 11. O executivo ficou apenas 9 dias na presidência da varejista, e renunciou após encontrar inconsistências contábeis na ordem de R$ 20 bilhões.

Rial foi presidente do Santander por quase seis anos e deixou o cargo de CEO no início de 2022. Apesar da saída, o executivo mantinha o cargo de presidente do conselho.

O fato relevante não traz maiores detalhes sobre a razão para a saída de Rial do conselho.

Americanas (AMER3) em recuperação judicial

Em mais recente capítulo da crise, a Americanas registrou na Justiça seu pedido de recuperação judicial na última quinta-feira. Somadas as inconsistências contábeis às demais dívidas da Americanas, o valor declarado à Justiça pela empresa é de aproximadamente R$ 43 bilhões. Constam da petição inicial pelo menos 16.300 credores.

LEIA TAMBÉM