Invest

Possível cessar-fogo em Gaza, inflação turca e Bitcoin a US$ 65 mil: 3 assuntos que movem o mercado

Bolsas ocidentais iniciam semana sem uma direção definida; na Ásia, bolsa de Tóquio renova recorde e fecha acima de 40.000 pontos pela primeira vez

Gaza: Hamas chega ao Egito para negociar cessar-fogo, mas Israel não manda delegação (AFP/AFP)

Gaza: Hamas chega ao Egito para negociar cessar-fogo, mas Israel não manda delegação (AFP/AFP)

Guilherme Guilherme
Guilherme Guilherme

Repórter de Invest

Publicado em 4 de março de 2024 às 08h23.

Última atualização em 4 de março de 2024 às 08h27.

As principais bolsas de valores iniciaram esta segunda-feira, 4, perto da estabilidade. Nesta semana, investidores aguardam o testemunho do presidente do Federal Reserve (Fed), Jerome Powell, no Congresso dos Estados Unidos. A expectativa é de que Powell dê pistas sobre o início dos cortes de juros. Na semana passada, os dados do Índice de Preço sobre Consumo Pessoal (PCE, na sigla em inglês), saiu próximo da meta do Fed, em 2,4% no acumulado de 12 meses, como o esperado, ajudando a impulsionar as altas no mercado de ações.

Nesta madrugada, ainda incorporando o tom positivo da semana anterior, o principal índice de Tóquio, o Nikkei 225, bateu máxima histórica ao fechar pela primeira vez acima dos 40.000 pontos. A bolsa local, que ficou três décadas sem atingir recordes, vem sendo vista como uma alternativa à China na Ásia, além de esforços para a melhoria de governança nas empresas japonesas terem contribuído para os fluxos para Tóquio.

Bitcoin perto da máxima

Outro ativo que tem voltado a ganhar a atenção dos investidores é o Bitcoin. A criptomoeda sobe mais 5% nesta segunda, sendo negociada perto de US$ 65.000. O patamar é o mais alto desde novembro de 2021 e está bem próximo da máxima histórica de 68.990 pontos. A forte valorização ocorre em meio à criação do ETF da BlackRock, o primeiro dos Estados Unidos a possuir dentro do fundo Bitcoin à vista, gerando demanda direta pela criptomoeda. Paralelamente, também há a expectativa pelo halving, previsto para abril, quando a produção de Bitcoin deverá ser cortada pela metade.

Negociações de cessar-fogo

Líderes do Hamas e Israel vêm negociando a possibilidade de um cessar-fogo em Gaza de 6 semanas para que a população palestina possa ter acesso a itens de sobrevivência. No fim de semana, líderes do Hamas chegaram ao Egito para a discussão. Israel, no entanto, vetou a ida de sua delegação para o Egito.

Inflação galopante na Turquia

Próxima ao Oriente Médio, a Turquia apresentou nesta madrugada uma inflação de 67%, levemente acima das expectativas colhidas pela Reuters, de 65,7%. A inflação é a mais alta desde o fim de 2022, quando estava na casa dos 80%. A forte inflação ocorre uma série de intervenções no Banco Central da Turquia, com quedas de juros durante o ano passado, mesmo com uma taxa real já negativa e níveis elevadíssimos de inflação.

Acompanhe tudo sobre:bolsas-de-valoresIsraelTurquiaBitcoin

Mais de Invest

Vale tem queda de 9% no primeiro tri e lucra R$ 1,68 bi

IBM lucra mais no 1º trimestre, mas receita decepciona

Ford amplia receita no primeiro trimestre; lucro cai para US$ 1,3 bilhão

Teto de juros do consignado do INSS cairá para 1,68% ao mês

Mais na Exame