Acompanhe:

O ouro subiu mais de 1% hoje, voltando a se sustentar acima dos US$ 2.100 por onça-troy enquanto investidores se posicionam para os acontecimentos da semana, diante da agenda esvaziada no dia.

Na quarta-feira, 6, o presidente do Federal Reserve (Fed) falará ao Congresso dos EUA, e na sexta-feira, o payroll de fevereiro deve dar maiores sinalizações sobre a perspectiva monetária na maior economia do mundo.

Na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), o ouro com entrega prevista para abril encerrou o pregão com alta de 1,46%, a US$ 2.126,30 a onça-troy.

De acordo com a Spartan Capital, a "enorme cobertura a descoberto" no ouro preparou o terreno para o metal ficar acima do nível de US$ 2.100 e continuar sua alta. Enquanto isso, a executiva-chefe da LBMA, Ruth Crowell, explica o ganho de hoje como um "apelo à diversificação".

Segundo Louis Navellier, da gestora Navellier, o ouro pode ter recebido impulso extra do bitcoin nesta tarde, visto que a criptomoeda tem caminhado para um novo recorde histórico, sendo negociado acima de US$ 66,5 mil por volta das 15h30 (de Brasília).

Analistas ponderam que a perspectiva para o ouro no ano ainda é positiva, e o TD Securities indica que o metal provavelmente receberá impulso extra a partir do início do relaxamento monetário nos Estados Unidos, que deve começar em algum ponto deste ano.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
China se opõe a qualquer ação que aumente ainda mais a tensão no Oriente Médio, diz porta-voz
Mundo

China se opõe a qualquer ação que aumente ainda mais a tensão no Oriente Médio, diz porta-voz

Há 18 horas

Ouro sobe e fecha acima de US$ 2.400 pela primeira vez, em meio a tensões no Irã
seloMercados

Ouro sobe e fecha acima de US$ 2.400 pela primeira vez, em meio a tensões no Irã

Há 19 horas

Sanções para inglês ver? EUA continuarão com acesso ao petróleo da Venezuela apesar de novo bloqueio
Mundo

Sanções para inglês ver? EUA continuarão com acesso ao petróleo da Venezuela apesar de novo bloqueio

Há 22 horas

De quinquênio a juízes a emendas, governo tenta desarmar bombas fiscais no Congresso; saiba quais
Brasil

De quinquênio a juízes a emendas, governo tenta desarmar bombas fiscais no Congresso; saiba quais

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais