Acompanhe:

O minério de ferro caiu pela quinta semana seguida — a sequência mais longa em um ano — diante das preocupações persistentes com a crise imobiliária na China e o conflito no Oriente Médio.

As ações chinesas já apagaram todos os ganhos desde o salto que deram com a reabertura do país no ano passado, em meio a preocupações com o endividamento do setor imobiliário do país, um pilar fundamental da demanda por metais.

Demanda chinesa por minério de ferro

O mercado de minério de ferro também é pressionado por expectativas de menor demanda por parte das usinas siderúrgicas chinesas durante o resto do ano.

As perdas de lucratividade devem levar as usinas a cortar produção, o que ajudaria a cumprir a meta do governo de manter a produção anual abaixo do nível de 2022.

A cotação do minério de ferro em Singapura afundou 3,7% nesta sexta-feira, 20, para US$ 112,65 a tonelada, a queda na semana foi de 1,4%. Cobre e níquel também caíram na Bolsa de Metais de Londres.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Ouro fecha em alta em cenário de cautela, mas cai em semana com surpresas de inflação
seloMercados

Ouro fecha em alta em cenário de cautela, mas cai em semana com surpresas de inflação

Há 3 horas

Bolsas da Europa fecham em alta; NatWest e mineradoras animam Londres
seloMercados

Bolsas da Europa fecham em alta; NatWest e mineradoras animam Londres

Há 3 horas

Coinbase Global lucra pela 1ª vez em quase 2 anos
seloMercados

Coinbase Global lucra pela 1ª vez em quase 2 anos

Há 7 horas

Ibovespa agora: bolsa opera em alta de olho no PPI dos EUA
seloMercados

Ibovespa agora: bolsa opera em alta de olho no PPI dos EUA

Há 9 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais