Acompanhe:

As ações da GOL (GOLL4)  caem cerca de 11% no pregão desta segunda-feira, 15, com investidores reagindo aos rumores sobre a possibilidade de a companhia pedir recuperação judicial nos Estados Unidos. De acordo com fontes do jornal Folha de S. Paulo, a empresa cogita registrar o pedido em até um mês por entender ser mais vantajoso que realizar o processo no Brasil.

Ainda segundo a reportagem, a GOL irá realizar um plano de reestruturação da dívida com credores nas próximas duas semanas. A dívida bruta da companhia no fim do terceiro trimestre era de R$ 20,22 bilhões, com apenas R$ 993 bilhões em caixa.

Na bolsa, as ações da companhia vinham andando de lado nos últimos meses, mas nunca conseguiram retomara o patamar pré-covid, quando ainda eram cotadas acima de R$ 30. Com a queda de hoje, os papéis são negociados abaixo de R$ 7.

Nota de crédito mais baixa

Ainda em dezembro do ano passado, a companhia chegou a ter nota de crédito rebaixado pela agência Fitch de CCC+ para CCC-, ficando mais próximo de D, que significa alto risco de a companhia não conseguir honrar suas dívidas.

"Os rebaixamentos refletem os crescentes riscos de reestruturação da dívida da Gol, como resultado dos elevados riscos de refinanciamento, da pressão sobre o fluxo de caixa operacional da companhia devido a pagamentos correntes e diferidos de arrendamentos, e da fraca liquidez. A avaliação incorpora o recente anúncio feito pela Gol sobre a contratação uma consultoria financeira para revisar sua estrutura de capital", avaliou a Fitch em dezembro. 

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Bolsas da Europa fecham sem sinal único, observando sinais dos EUA e com força de mineradoras
seloMercados

Bolsas da Europa fecham sem sinal único, observando sinais dos EUA e com força de mineradoras

Há um dia

Investidores millennials e da geração Z preferem criptomoedas a ações, mostra pesquisa
Future of Money

Investidores millennials e da geração Z preferem criptomoedas a ações, mostra pesquisa

Há um dia

Ibovespa cai à mínima do ano com EUA e Petrobras; dólar atinge máxima de R$ 5,12
seloMercados

Ibovespa cai à mínima do ano com EUA e Petrobras; dólar atinge máxima de R$ 5,12

Há um dia

Suspensão na Petrobras, balanços de bancos dos EUA e Starbucks: os assuntos que movem o mercado
seloMercados

Suspensão na Petrobras, balanços de bancos dos EUA e Starbucks: os assuntos que movem o mercado

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais