Ferrari tem receita recorde no primeiro trimestre de 2022

No primeiro trimestre do ano a Ferrari entregou 3.251 carros aos seus clientes, 480 a mais do que no mesmo período de 2021.
 (Nadia Shira Cohen/The New York Times)
(Nadia Shira Cohen/The New York Times)
Por Carlo CautiPublicado em 04/05/2022 21:35 | Última atualização em 04/05/2022 21:35Tempo de Leitura: 2 min de leitura

O primeiro trimestre de 2022 foi de receitas recordes para a Ferrari.

Entre janeiro e março, a receita da Ferrari cresceu para 1,18 bilhões de euros (cerca de R$ 6,49 bilhões). O nível mais elevado jamais alcançado em um trimestre pela casa automobilística de luxo italiana.

No primeiro trimestre do ano a Ferrari entregou 3.251 carros aos seus clientes, 480 a mais do que no mesmo período de 2021.

O lucro líquido cresceu 16%, chegando a 239 milhões de euros.

Por sua vez, o lucro antes de impostos, juros, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) chegou aos 423 milhões de euros, contra os 376 milhões do mesmo período de 2021.

O fluxo de caixa quase duplicou, passando de 147 milhões de euros para 299 milhões.

Entregas e adiantamentos pagos ajudaram o resultado da Ferrari

O resultado positivo não foi puxado apenas pelo desempenho das entregas, mas também pelos adiantamentos pagos pelos clientes para reservar o Daytona SP3, o modelo que foi apresentado em novembro passado e que pertence à categoria dos chamados "ícones", produzidos em série limitada.

O CEO da Ferrari, Benedetto Vigna, declarou que os resultados foram influenciados "pela forte seleção de pedidos, que continuou vigorosamente nos primeiros três meses do ano: hoje a carteira de pedidos cobre grande parte de 2023.e os volumes esperados para a maioria de nossos modelos já estão totalmente vendidos".

A Ferrari confirmou suas previsões para 2022 que havia apresentado em fevereiro, com receitas estimadas em 4,8 bilhões de euros, superiores aos 4,3 bilhões registados em 2021.

Segundo a casa italiana, i lucro operacional bruto deverá estar entre 1,65 bilhão e 1,70 bilhão de euros, contra os 1,53 bilhão do ano passado.

Suv da Ferrari em 2022

Vigna anunciou que o aguardado modelo Purosangue - que terá um centro de gravidade mais alto do que o habitual e por isso já foi chamado de "Suv da Ferrari".

O Ferrari Purosangue vai ter motores 12 cilindros aspirados em V, o mais clássico dos motores da casa italiana, o mesmo do primeiro modelo da história, a 125S de 1947.