Invest

Fed mantém juro estável e sinaliza taxa mais alta para 2025 e 2026

Comunicado pondera que inflação permanece elevada e economia em "ritmo sólido" de crescimento; Fed reajusta projeção de inflação, PIB e taxas de juros

Jerome Powell, presidente do Federal Reserve (Drew Angerer/Getty Images)

Jerome Powell, presidente do Federal Reserve (Drew Angerer/Getty Images)

Guilherme Guilherme
Guilherme Guilherme

Repórter de Invest

Publicado em 20 de março de 2024 às 15h24.

Última atualização em 20 de março de 2024 às 15h33.

O Federal Reserve (Fed) manteve a taxa de juro inalterada entre 5,25% e 5,5% em decisão desta quarta-feira, 20, em linha com as projeções de mercado. No início do ano, investidores chegaram a precificar mais de 70% de chance de o Fed iniciar o ciclo de corte de juros nesta reunião. Mas as expectativas foram balizadas por dados de atividade e inflação acima das expectativas, além de falas mais cautelosas de membros do Fed.

O Fed justificou, em comunicado, que a decisão teve como base o "ritmo sólido" da expansão da economia americana, "fortes ganhos de emprego" e baixa taxa de desemprego. O Fed ainda pontuou que "a inflação diminuiu ao longo do ano passado, mas permanece elevada."

O Fed reiterou ainda que está "firmemente comprometido" em fazer a inflação retornar para a meta de 2%. A inflação referência para a política de juros do Fed é o Índice de Preço sobre Consumo Pessoal (PCE, na sigla em inglês). Na última divulgação, referente ao mês de fevereiro, o PCE atingiu 2,4%, enquanto seu núcleo, 2,8%.

"O Fomc (comitê de política monetária dos Estados Unidos) continuará a monitorar as implicações das informações recebidas para as perspectivas econômicas. O Fomc estaria preparado para ajustar a orientação da política monetária conforme apropriado, caso surjam riscos que possam impedir o atingimento dos objetivos do Comitê", afirma o comunicado do Fomc. 

Revisão de projeções

A surpresa da decisão ficou com o relatório trimestral de projeções elaborado por membros do Fed. Foram mantidas as estimativas de corte de 0,75 ponto percentual da taxa de juros até o fim do ano. Mas, o membros do Fed reajustaram para cima a previsão de juros para 2025, passando de uma taxa no intervalo de 3,5% e 3,75% para uma de 3,75% e 4%. Também houve ajuste na taxa esperada para o fim de 2026, que passou para entre 3% e 3,25% ante a estimativa anterior, que era entre 2,75% e 3%.

Parte do reajuste tem como pano de fundo a piora das expectativas para o PCE. A projeção, que era de que o núcleo do PCE encerrasse 2024 a 2,4% passou para 2,6%. Os membros do Fed também esperam por um ritmo de atividade mais forte para esse ano, com revisão do Produto Interno Bruto (PIB) esperado para 2024 de 1,4% para 2,1% e da taxa de desemprego de 4,1% para 4%. 

Acompanhe tudo sobre:Fed – Federal Reserve SystemEstados Unidos (EUA)

Mais de Invest

Temores sobre interferência no BC são exagerados e dólar deve cair, diz Gavekal Research

Extratos bancários serão padronizados a partir de julho; veja o que muda

Seis desdobramentos da reunião do Copom que manteve a Selic em 10,50%, segundo o BTG Pactual

Qual a diferença entre Nasdaq e NYSE?

Mais na Exame