Invest

Fed deve elevar juros em julho apesar de inflação mais baixa

Foi o menor aumento do CPI desde o final de 2021 e poderia dar ao Fed espaço para interromper os aumentos dos juros após a reunião de julho se a tendência continuar

Juros nos EUA: A maioria das autoridades do Fed prevê juros mais altos este ano para abordar um recuo mais lento do que o esperado das pressões de preços e um mercado de trabalho persistentemente forte (Tom Williams/CQ-Roll Call, Inc/Getty Images)

Juros nos EUA: A maioria das autoridades do Fed prevê juros mais altos este ano para abordar um recuo mais lento do que o esperado das pressões de preços e um mercado de trabalho persistentemente forte (Tom Williams/CQ-Roll Call, Inc/Getty Images)

Bloomberg
Bloomberg

Agência de notícias

Publicado em 13 de julho de 2023 às 08h46.

Autoridades do Federal Reserve parecem prontas para voltar a elevar a taxa de juros neste mês, mesmo depois de dados que mostraram forte desaceleração da inflação em junho, pois o índice permanece acima da meta do banco central.

O chamado núcleo dos preços ao consumidor — que exclui os preços voláteis de alimentos e energia — avançou 4,8% em relação ao ano anterior, mostraram dados divulgados nesta quarta-feira. Foi o menor aumento desde o final de 2021 e poderia dar ao Fed espaço para interromper os aumentos dos juros após a reunião de julho se a tendência continuar, dizem economistas.

Mas o presidente do Fed de Richmond, Thomas Barkin, disse que o ritmo de alta dos preços ao consumidor nos EUA ainda é muito rápido, mesmo com a desaceleração em junho, reiterando o compromisso do banco central de trazer a inflação para a meta de 2%.

“A inflação está muito alta”, disse Barkin nesta quarta em Arnold, Maryland. “Se recuarmos muito cedo, a inflação volta forte, o que exige que o Fed faça ainda mais.”

O CPI subiu 3% em junho na taxa anual, informou o Escritório de Estatísticas Trabalhistas. O relatório ofereceu boas notícias a autoridades que buscam reduzir as pressões inflacionárias. O alívio contínuo nas principais categorias de serviços — observadas de perto pelas autoridades do Fed — pode dar flexibilidade para uma pausa ou potencialmente encerrar o ciclo de aumentos das taxas após este mês, dizem economistas.

“Definitivamente, acho que o que estamos vendo hoje apoia esse ritmo mais lento de aperto”, disse Gregory Daco, economista-chefe da EY, acrescentando que o relatório mostrou queda dos preços das passagens aéreas, de hotéis e custos de moradia. À medida que a inflação diminui, isso também vai tornar as taxas de juros reais mais restritivas e pode reduzir a necessidade de novas altas depois deste mês, disse Daco.

“Em nossa opinião, este é o último aumento de juros deste ciclo”, afirmou Daco sobre a alta da taxa básica esperada quando as autoridades se reunirem em 25 e 26 de julho.

Juros mais altos neste ano

A maioria das autoridades do Fed prevê juros mais altos este ano para abordar um recuo mais lento do que o esperado das pressões de preços e um mercado de trabalho persistentemente forte. O Fed não mexeu nos juros no mês passado e sinalizou um ritmo mais lento na campanha de aperto para avaliar como a economia responde aos 10 aumentos consecutivos e à turbulência bancária de março.

O presidente do Fed, Jerome Powell, disse no mês passado que não descarta duas altas consecutivas neste ano frente ao intervalo atual de 5% e 5,25%.

Já Neel Kashkari, que comanda o Fed de Minneapolis, afirmou que os bancos devem estar preparados para juros mais altos, caso as autoridades precisem elevar ainda mais as taxas para combater a inflação persistente.

Os mercados atualmente esperam que a inflação e as taxas de juros caiam, nesse caso, provavelmente diminuindo as pressões sobre os balanços dos bancos, disse Kashkari.

“No entanto, se a inflação se mostrar mais arraigada do que o esperado, a taxa básica pode precisar subir, o que reduziria ainda mais os preços dos ativos, elevando a pressão sobre os bancos”, disse em ensaio publicado nesta quarta-feira. “Nesse cenário, as autoridades podem ser obrigadas a escolher entre combater agressivamente a inflação ou apoiar a estabilidade dos bancos.”

Acompanhe tudo sobre:Fed – Federal Reserve SystemJuros

Mais de Invest

O que esperar do mercado após ataque a Trump

Veja o resultado da Mega-Sena concurso 2748: prêmio acumulado é de R$ 14,6 milhões

Mega-Sena sorteia prêmio de R$ 15 milhões neste sábado; veja como apostar

Renda passiva: veja como fazer o dinheiro trabalhar por você

Mais na Exame