Invest

CEO da Alpargatas renuncia

Companhia diz que saída foi de comum acordo e anuncia membro do conselho como presidente interino

Alpargatas: a mudança na liderança vem para que a companhia consiga colocar em prática o seu plano estratégico (Paulo Guimarães/Pinguim Pictures/Divulgação)

Alpargatas: a mudança na liderança vem para que a companhia consiga colocar em prática o seu plano estratégico (Paulo Guimarães/Pinguim Pictures/Divulgação)

Raquel Brandão
Raquel Brandão

Repórter Exame IN

Publicado em 27 de abril de 2023 às 19h34.

Última atualização em 27 de abril de 2023 às 19h50.

Presidente da Alpargatas desde 2019, Beto Funari anunciou nesta quinta-feira, 27, a renúncia do comando da fabricante de Havaianas. O executivo vai ser substituído interinamente por Luiz Fernando Ziegler de Saint Edmond.

De acordo com a nota divulgada pela empresa, o conselho de administração da Alpargatas e Funari entenderam, de comum acordo, “que era o momento de realizar uma mudança na liderança da empresa.”

Plano estratégico

Ainda segunda a empresa, a mudança na liderança vem para que a companhia consiga colocar em prática o seu plano estratégico. “Acredito que a empresa tem a estratégia correta e assumo o cargo interinamente para aprimorar a execução e eficiência da Alpargatas, recuperando resultados de curto prazo e auxiliando o conselho na busca por um novo CEO ”, afirma o novo presidente.

Nos últimos trimestres, a companhia vinha registrando dificuldades operacionais, especialmente pela abertura mais lenta do mercado chinês e por dificuldades de distribuição nos Estados Unidos, após mudanças no acordo com a Amazon. No Brasil, as margens também estavam mais pressionadas por aumento de custos. No acumulado de 2022, o lucro líquido consolidado caiu 84,3% ante 2021, de R$ 692,6 milhões para R$ 108,5 milhões.

Saint Edmond era membro do conselho da Alpargatas e líder do Comitê de Gente e Gestão desde 2018. “Ao longo dos próximos meses, ele manterá foco absoluto nas questões operacionais da companhia, apoiado por todo o conselho de administração e com proximidade redobrada dos representantes dos acionistas controladores.”

À frente da Alpargatas, Funari concluiu a venda das marcas Mizuno, de calçado esportivo e cuja licença foi para a Vulcabras, e da Osklen, de vestuário. A empresa anunciou a compra da ioasys, de soluções digitais, e da americana Rothy’s, de calçados sustentáveis.

“Pouco mais de 4 anos atrás, aceitei o desafio de assumir a presidência da Alpargatas e revigorar uma empresa centenária. Hoje, vejo que a empresa avançou em várias frentes. Celebro o que consegui construir com o apoio de um time incrível. Não devemos jamais esquecer o muito que foi feito”, diz Funari em nota.

Acompanhe tudo sobre:AlpargatasCEOsPresidentes de empresa

Mais de Invest

Hapvida (HAPV3) vai investir até R$ 600 milhões em novos hospitais em SP e RJ

Ministério da Justiça realiza leilão de 54 quilos de ouro; veja como participar

5 frases que todo investidor precisa saber

"O mundo está passando por um processo grande de transformação", diz André Leite, CIO da TAG

Mais na Exame