Comprar um imóvel ou investir em fundos imobiliários?

Uma das dúvidas mais presentes entre os que querem aplicar no setor imobiliário é: investir em fundos imobiliários ou comprar um imóvel?
 (Getty/Getty Images)
(Getty/Getty Images)
Por Da RedaçãoPublicado em 27/05/2022 15:45 | Última atualização em 27/05/2022 16:21Tempo de Leitura: 3 min de leitura

Embora os FIIs possam oferecer algumas vantagens e desvantagens, os imóveis também apresentam os seus prós e contras.

Para responder a essa pergunta, é fundamental que o investidor tenha conhecimento de como funciona cada um desses ativos. Além disso, é fundamental observar quais são os objetivos pessoais e a perspectiva de vida de cada um. 

Quais as vantagens dos FIIs em relação aos imóveis?

Comprar imóveis físicos pode exigir uma quantia grande de dinheiro em um único ativo, o que acaba aumentando o risco do investimento. Além disso, mesmo que o imóvel tenha uma valorização, pode ser mais difícil vendê-lo posteriormente.

Há também os custos de IPTU e reformas que um proprietário de imóvel precisa arcar periodicamente. Nesse contexto, investir em fundos imobiliários pode ser uma alternativa interessante  para muitos investidores.

As principais vantagens de investir em fundos imobiliários são:

  • Investir em imóveis mesmo com poucos recursos;
  • Diversificação de portfólio, diluindo o risco da carteira do investidor;
  • Receber rendimentos dos FIIs mensalmente;
  • Ter rendimentos isentos de Imposto de Renda, exceto no momento de venda das cotas, desde que haja lucro;
  • As cotas dos fundos imobiliários podem ser vendidas a qualquer momento, desde que tenha liquidez no mercado, diferentemente de um imóvel que é mais difícil se desfazer quando for necessário;

Uma das desvantagens dos fundos imobiliários é a necessidade de pagamento das taxas de administração do FII. Apesar disso, são percentuais baixíssimos quando comparados com outros tipos de fundos do mercado financeiro.

Investir em fundos imobiliários ou comprar um imóvel?

É importante dizer que não existe uma resposta pronta para isso. A decisão de investir em fundos imobiliários ou comprar um imóvel é uma escolha pessoal e ambas podem ser vantajosas em diferentes momentos.

Alguns cenários podem favorecer o investimento em fundos imobiliários, principalmente para quem deseja investir no setor, mas possui uma quantia limitada para investir naquele momento.

Comprar fundos imobiliários também pode ser mais vantajoso para quem não tem tempo suficiente para escolher e administrar um conjunto de imóveis. Além disso, para quem já possui imóveis e quer diversificar seus investimentos no setor, os FIIs podem ser uma excelente alternativa.

Por outro lado, muitas pessoas não abrem mão de ter um imóvel físico e não tem nada de errado nisso. Essa possibilidade faz com que o proprietário tenha mais liberdade em modificar o que ele achar necessário, desde que esteja disposto a lidar de forma direta com seus inquilinos.

Importante lembrar que ao comprar um fundo imobiliário, o investidor está deixando a responsabilidade de escolha dos imóveis na mão de um gestor profissional. Ao passo que ao adquirir um imóvel físico, o proprietário se torna protagonista, necessitando muito mais de sua presença e tempo hábil para administrar seus ativos.

De modo geral, embora seja possível fazer uma análise técnica de quais vantagens cada um dos ativos oferece, a decisão de investir em fundos imobiliários ou comprar um imóvel é total responsabilidade do investidor, dependendo de suas prioridades.

Esse artigo te ajudou a decidir entre investir em fundos imobiliários ou comprar um imóvel? Confira também o que são fundos de tijolo no nosso Guia de Investimentos.

Veja Também

Conheça 11 tipos de fundos multimercado
Guia
Há 4 dias • 6 min de leitura

Conheça 11 tipos de fundos multimercado

Melhores ESG 2022: Construção Civil e Imobiliário
Revista Exame
Há 4 dias • 6 min de leitura

Melhores ESG 2022: Construção Civil e Imobiliário