Inteligência Artificial

Turbinada por IA, Microsoft supera expectativas e ações sobem após fechamento do mercado

Com um crescimento de receita de 17% e a introdução de novas tecnologias, a empresa comandada por Satya Nadella mostra terceiro trimestre fiscal robusto

Satya Nadella, CEO da Microsoft: receita de US$ 61,86 bilhões no terceiro trimestre  (Germano Lüders/Exame)

Satya Nadella, CEO da Microsoft: receita de US$ 61,86 bilhões no terceiro trimestre (Germano Lüders/Exame)

André Lopes
André Lopes

Repórter

Publicado em 25 de abril de 2024 às 17h09.

Última atualização em 25 de abril de 2024 às 17h25.

Tudo sobreMicrosoft
Saiba mais

As ações da Microsoft subiam 5% após o fechamento do mercado nesta quinta-feira, 25,  seguindo a divulgação dos resultados do terceiro trimestre fiscal que superaram as expectativas de Wall Street.

Os resultados financeiros divulgados pela empresa mostram um desempenho robusto neste período. De acordo com os dados ajustados ao consenso da London Stock Exchange Group (LSEG), a Microsoft registrou lucro por ação de US$ 2,94, superando a previsão de US$ 2,82. A receita atingiu US$ 61,86 bilhões, ultrapassando a expectativa de US$ 60,80 bilhões.

No trimestre encerrado em 31 de março, a receita total da Microsoft cresceu 17% em relação ao ano anterior, impulsionada principalmente por inovações tecnológicas e novas adições ao portfólio.

A empresa lançou PCs Surface com um atalho dedicado para acesso rápido ao chatbot Copilot e começou a comercializar o acesso ao Copilot para pequenas empresas através das assinaturas do software de produtividade Microsoft 365.

Além disso, a Microsoft reforçou sua equipe ao contratar Mustafa Suleyman, cofundador do laboratório de inteligência artificial DeepMind, para liderar um novo grupo de IA na empresa. Suleyman, anteriormente cofundador e CEO da startup Inflection, trouxe também muitos de seus colaboradores para a Microsoft, num acordo que, segundo relatos, foi avaliado em US$ 650 milhões.

"Estamos operando com velocidade e intensidade, e essa nova infusão de talentos nos permitirá acelerar nosso ritmo mais uma vez", escreveu o CEO Satya Nadella em um memorando sobre o acordo com a Inflection.soft.

Desde o início do ano, as ações da Microsoft acumulam uma valorização de 4%, enquanto o índice S&P 500 registrou um ganho de aproximadamente 5%.

Os executivos da Microsoft discutirão os resultados e as projeções futuras em uma teleconferência com analistas marcada para as 17h30, horário do leste dos EUA.

Meta divulgou balanço na quarta (24)

A empresa de Zuckerberg também aproveitou do bom momento do setor tech.

Os resultados financeiros para o primeiro trimestre do ano, apresentando uma receita de US$ 36,5 bilhões, equivalente a aproximadamente R$ 187,9 bilhões, marcando um crescimento de 27% em comparação ao mesmo período do ano anterior.

O resultado superou as previsões dos analistas, que esperavam uma receita de US$ 36,1 bilhõe

Acompanhe tudo sobre:Microsoft

Mais de Inteligência Artificial

IA da Domino's prevê pedidos de pizza antes de serem feitos

Adobe atualiza termos de uso e sugere usar artes feitas por usuários para treinar IAs

Como a inteligência artificial pode mudar a vida de pessoas autistas

Por que o AI Pin se tornou o maior fracasso de 2024

Mais na Exame