Inteligência Artificial

Scarlett Johansson acusa OpenAI de usar voz semelhante à dela no ChatGPT

Atriz americana negou proposta da empresa, mas a acusa de fazer uso da sua voz mesmo depois de negativa

Scarlett Johansson tem um histórico de batalha contra grandes companhias. (Disney+/Divulgação)

Scarlett Johansson tem um histórico de batalha contra grandes companhias. (Disney+/Divulgação)

Fernando Olivieri
Fernando Olivieri

Redator na Exame

Publicado em 21 de maio de 2024 às 06h30.

A atriz Scarlett Johansson afirmou que o CEO da OpenAI, Sam Altman, utilizou uma voz semelhante à dela para o software de voz de inteligência artificial, apesar de ela ter recusado o convite para seu uso. As informações são do Tech Crunch.

A resposta veio após a OpenAI anunciar que retiraria a voz de sua IA, denominada “Sky”, que foi lançada na semana passada em meio a controvérsias sobre a semelhança com a voz de Johansson no filme “Her”.

Johansson disse que Altman a procurou em setembro do ano passado e, novamente, dois dias antes do anúncio do ChatGPT-4.0 em 13 de maio. A atriz interpretou a personagem de voz no filme “Her”, sobre um homem que forma um relacionamento com uma assistente virtual de IA chamada Samantha.

“Após muita consideração e por razões pessoais, recusei a oferta”, disse Johansson em um comunicado enviado para à imprensa americana. “Nove meses depois, meus amigos, familiares e o público em geral notaram o quanto o sistema mais recente, chamado 'Sky', soava como eu.”

Altman, que havia tuitado a mensagem enigmática “her” no dia do anúncio da nova IA da OpenAI, refutou as acusações.

“A voz de Sky não é a de Scarlett Johansson e nunca foi destinada a se parecer com a dela. Escolhemos a atriz de voz para Sky antes de qualquer contato com a Sra. Johansson”, disse Altman. “Por respeito à Sra. Johansson, pausamos o uso da voz de Sky em nossos produtos. Lamentamos com a Sra. Johansson por não termos comunicado melhor.”

A atriz escreveu na segunda-feira (20) que contratou um advogado.

Batalha contra grandes empresas

Johansson já enfrentou grandes empresas como a Disney no passado. Em 2021, ela e a Walt Disney resolveram a ação por quebra de contrato que a atriz de "Viúva Negra" moveu contra o estúdio.

“Temos ouvido perguntas sobre como escolhemos as vozes no ChatGPT, especialmente Sky”, publicou a OpenAI no X na segunda-feira (20).

“A voz de Sky não é uma imitação de Scarlett Johansson, mas pertence a uma atriz profissional diferente usando sua própria voz natural”, escreveu a empresa em um post no blog no domingo (19). “Para proteger sua privacidade, não podemos compartilhar os nomes de nossos talentos de voz.”

Declaração completa de Scarlett Johansson:

“Em setembro passado, recebi uma oferta de Sam Altman, que queria me contratar para dar voz ao sistema ChatGPT 4.0 atual. Ele me disse que acreditava que minha voz poderia servir de ponte entre empresas de tecnologia e criativos e ajudar os consumidores a se sentirem confortáveis com a mudança sísmica entre humanos e IA. Ele disse que sentia que minha voz seria reconfortante para as pessoas.

Após muita consideração e por razões pessoais, recusei a oferta. Nove meses depois, meus amigos, familiares e o público em geral notaram o quanto o sistema mais recente, chamado 'Sky', soava como eu.

Quando ouvi a demonstração lançada, fiquei chocada, irritada e incrédula que o Sr. Altman perseguiria uma voz que soava tão assustadoramente parecida com a minha, a ponto de meus amigos mais próximos e meios de comunicação não conseguirem notar a diferença. O Sr. Altman até insinuou que a semelhança era intencional, tuitando a palavra 'her' - uma referência ao filme em que dei voz ao sistema de chat, Samantha, que forma um relacionamento íntimo com um humano.

Dois dias antes da demonstração do ChatGPT 4.0 ser lançada, o Sr. Altman contatou meu agente, pedindo que reconsiderasse. Antes que pudéssemos nos conectar, o sistema já estava disponível.

Como resultado das ações deles, fui forçada a contratar um advogado, que escreveu duas cartas ao Sr. Altman e à OpenAI, detalhando o que eles haviam feito e pedindo que descrevessem exatamente o processo pelo qual criaram a voz 'Sky'. Consequentemente, a OpenAI concordou relutantemente em retirar a voz 'Sky'.

Em um momento em que todos estamos lidando com deepfakes e a proteção de nossa própria imagem, nosso próprio trabalho, nossas próprias identidades, acredito que essas são questões que merecem clareza absoluta. Espero uma resolução na forma de transparência e a aprovação de legislação apropriada para ajudar a garantir que os direitos individuais sejam protegidos.”

Acompanhe tudo sobre:Inteligência artificialOpenAITecnologia

Mais de Inteligência Artificial

Musk ameaça banir dispositivos da Apple de suas empresas após novidade com ChatGPT

iPhone terá sistema de IA próprio e pastas bloqueadas por senhas; veja outras novidades

Apple apresenta nova Siri com IA generativa e integração com ChatGPT

Senado discute PL para uso da inteligência artificial na terça-feira; saiba o que diz a lei

Mais na Exame