Inteligência Artificial

Meta expande ferramentas de inteligência artificial generativas para melhorar anúncios

A gigante da tecnologia amplia o acesso a recursos de inteligência artificial no Ads Manager, prometendo agilidade na criação de anúncios

Avanço da IA: evento da Meta, nos EUA, trouxe novos chatbots voltados para a produtividade (Bloomberg/Getty Images)

Avanço da IA: evento da Meta, nos EUA, trouxe novos chatbots voltados para a produtividade (Bloomberg/Getty Images)

André Lopes
André Lopes

Repórter

Publicado em 4 de outubro de 2023 às 15h17.

Última atualização em 4 de outubro de 2023 às 15h32.

Meta lançou novas ferramentas de inteligência artificial (IA) generativas para todos os anunciantes, em uma expansão dos recursos que permitem aos profissionais de marketing criar imagens e texto mais rapidamente.

As ferramentas da Meta usam inteligência artificial para gerar imagens de fundo para produtos, criar diferentes variações de textos publicitários ou redimensionar anúncios automaticamente para caber no Instagram ou no Facebook.

Segundo, Maren Lau, VP da Meta para América Latina, trata-se apenas do começo da investida da empresa em IA no braço publicitário.

“Estamos começando a disponibilizar recursos baseados em IA generativa para anunciantes de todo o mundo hoje, incluindo a América Latina. Isso os ajudará a produzir mais peças no mesmo período de tempo, liberando espaço para atividades mais estratégicas e criativas.

Os novos recursos estarão disponíveis para profissionais de marketing no Ads Manager da Meta, com acesso global concluído no próximo ano, informou a empresa nesta quarta-feira.

A meta já havia permitido que um pequeno número de anunciantes testasse as ferramentas do “AI Sandbox”, lançado em maio. Grupo Publicis e a Media Monks estavam entre as primeiras agências de publicidade que participaram dos testes.

Com base em uma pesquisa da Meta, a empresa disse que 50% dos anunciantes esperam que as ferramentas economizem cinco ou mais horas por semana na criação de anúncios.

Avanços da Meta

A Meta tem introduzido constantemente IA em seus produtos de publicidade para melhorar o desempenho e compensar a perda de dados de segmentação estimulada por mudanças de privacidade da Apple. Em maio, a empresa também lançou o Meta Lattice, que ajuda as empresas a prever o desempenho dos anúncios.

Os esforços da Meta para impulsionar o seu negócio publicitário parecem estar funcionando. A receita de publicidade digital da empresa aumentou 12% no trimestre encerrado em 30 de junho, elevando as ações para o maior patamar em 18 meses.

A empresa também previu um crescimento de vendas de até 20% no período encerrado em setembro, impulsionado por gastos com inteligência artificial, receita de produtos de vídeo curtos, o Reels, e melhorias na segmentação de anúncios.

Acompanhe tudo sobre:Inteligência artificialMetaAnúncios publicitários

Mais de Inteligência Artificial

Mira Murati, da OpenAI, responde a Elon Musk sobre integração com Apple

Musk retira processo contra OpenAI um dia após criticar acordo com Apple

O que o acordo OpenAI-Apple significa para Google e Microsoft

Mistral AI levanta US$ 645 milhões e atinge valor de US$ 6,5 bilhões

Mais na Exame