Inteligência Artificial

Em um ano, Shutterstock fez US$ 104 milhões com inteligência artificial

Licenciando imagens e dados para o treinamento de modelos de IA, a empresa incrementou a receita e os negócios

André Lopes
André Lopes

Repórter

Publicado em 4 de junho de 2024 às 11h22.

Última atualização em 4 de junho de 2024 às 11h23.

O Shutterstock, um marketplace de imagens e vídeos amplamente utilizado por criadores de conteúdo, encontrou uma nova fonte de crescimento: o licenciamento de mídia visual de sua biblioteca para treinar modelos de inteligência artificial (IA).

Foi com esse novo braço de negócio que a empresa fez US$ 104 milhões em receita no ano passado. Na lista de clientes estão empresas como Meta, Alphabet, Amazon e até OpenAI, que garantiu seis anos de acesso aos arquivos do Shutterstock.

Modelos de IA que alimentam ferramentas populares, como chatbots, precisam de grandes volumes de dados para responder a solicitações de usuários gerando texto, vídeo ou áudio.

No entanto, as empresas de IA enfrentam crescente escrutínio pelo uso de materiais protegidos por direitos autorais. Midjourney, OpenAI e Stability AI desenvolveram modelos de geração de imagens com datasets extraídos de toda a internet, prática que gerou processos judiciais de vários artistas.

A atualização exclusiva que pode mudar tudo no iPhone 15 Pro e iPhone 15 Pro Max

Muitas empresas que licenciam dados da Shutterstock já possuem uma vasta coleção de conteúdo, mas buscam imagens legalmente obtidas e bem descritas, essenciais para o processo de treinamento, disse Hennessy.

Outras empresas também estão buscando monetizar suas informações através do licenciamento para empresas de IA. A Reddit recebe cerca de US$ 60 milhões anuais do Google por seus dados e recentemente assinou um acordo com a OpenAI. A Adobe, principal concorrente da Shutterstock, está usando sua biblioteca de imagens para desenvolver o modelo de IA da empresa, o Firefly. A Getty Images, outro banco de imagens, firmou um acordo com a startup de vídeo AI Runway.

Em fevereiro, a Shutterstock anunciou possuir 771 milhões de imagens, 54 milhões de vídeos, 4 milhões de faixas de áudio e 1 milhão de figuras 3D. Essa coleção foi ampliada com a aquisição de outros repositórios de mídia nos últimos anos, como Pond5, especializado em vídeos, e Giphy, que os reguladores do Reino Unido forçaram a Meta a vender.

A Shutterstock projeta uma receita de US$ 138 milhões para a unidade de negócios que inclui o licenciamento para IA em 2024, mesmo valor do ano passado. Até 2027, a Shutterstock espera que o segmento gere vendas de US$ 250 milhões.

Conheça os principais laboratórios de pesquisa em IA

Acompanhe tudo sobre:Inteligência artificial

Mais de Inteligência Artificial

TikTok lança ferramenta que cria "influenciadores digitais" feitos por IA

Desmistificando a IA: como ela está transformando negócios e carreiras

IA vira arma para hackers e empresas se encontram sem profissionais qualificados

Para surfar a onda da IA, Samsung promete aos clientes fábrica de chips 20% mais rápida

Mais na Exame