Inteligência Artificial

Editar fotos, só com texto: Apple desenvolve nova ferramenta de IA para imagens

Pesquisadores da empresa lançaram o modelo MGIE, que permite alterar uma imagem sem mexer num software de edição

Inteligência artificial (Choreograph/Getty Images)

Inteligência artificial (Choreograph/Getty Images)

Laura Pancini
Laura Pancini

Repórter de Tecnologia e Inteligência Artificial

Publicado em 14 de fevereiro de 2024 às 10h09.

Última atualização em 14 de fevereiro de 2024 às 10h28.

Pesquisadores da Apple lançaram um modelo que permite alterar uma foto somente por comando de texto, sem necessidade de abrir um software de edição de fotos como o Photoshop.

Conhecido como MGIE (MLLM-Guided Image Editing), o modelo foi feito em parceria com a Universidade de Califórnia, em Santa Bárbara, e está disponível no GitHub. A empresa não informou quais são seus planos para o modelo além da pesquisa.

Atualmente, a plataforma de geração de imagens DALL-E3, da OpenAI, consegue editar fotos através de comandos feitos em texto, mas de forma simplificada. O Photoshop, da Adobe, também já conta com a ferramenta Firefly AI para o preenchimento de imagens.

Recentemente, o CEO da Apple, Tim Cook, anunciou que a empresa da maçã tem projetos envolvendo IA generativa em 2024. Há rumores de que a próxima versão do software do iPhone – o iOS 18 – pode ter ferramentas de IA generativa, como foi recentemente anunciado na linha Galaxy S24, da Samsung.

Como funciona o MGIE?

Segundo os pesquisadores por trás do modelo, o MGIE pode ser aplicado a tarefas simples e mais complexas de edição de imagens. Ele consegue, por exemplo, modificar um objeto específico em uma foto e deixá-lo mais brilhante ou num formato totalmente novo.

Ao editar uma foto com MGIE, o usuário só precisa digitar o que deseja alterar na imagem. Para fazer isso, o modelo combina dois usos diferentes de modelos de linguagem multimodal.

Primeiro, ele aprende como interpretar o que lhe foi pedido. Em seguida, ele “imagina” como seria a edição (se o usuário pediu por um céu mais azul, por exemplo, então o modelo entende que precisa aumentar o brilho na parte do céu da imagem).

LEIA TAMBÉM:

Acompanhe tudo sobre:Inteligência artificialApple

Mais de Inteligência Artificial

'Uma IA de bolso': com Phi-3, Microsoft quer ampliar a oferta de inteligências artificiais leves

Zuckerberg libera seu metaverso para óculos RV de marcas como Asus, Lenovo e Microsoft

Empresa na Finlândia usa IA para criar blend com café brasileiro

Mark Zuckerberg sobre o atual momento da IA: não são apenas dados

Mais na Exame