Inteligência Artificial

A mensagem que Sam Altman enviou para Elon Musk depois de processo judicial

Rusgas antigas e emojis na caixa de mensagens; entenda a briga dos executivos

Musk e Altman: juntos, os executivos fundaram a OpenAI em 2015 (Mike Windle/Getty Images for Vanity Fair/Getty Images)

Musk e Altman: juntos, os executivos fundaram a OpenAI em 2015 (Mike Windle/Getty Images for Vanity Fair/Getty Images)

Publicado em 14 de março de 2024 às 11h08.

Última atualização em 14 de março de 2024 às 11h08.

Sam Altman, CEO da OpenAI, empresa do ChatGPT, disse que enviou uma mensagem para Elon Musk logo depois de descobrir que o CEO da Tesla o havia processado.

Altman disse à jornalista de tecnologia Kara Swisher durante uma entrevista no palco do City Arts & Lectures nesta quinta-feira, 14, que enviou ao bilionário “algo trivial” após o processo de Musk contra a OpenAI e vários de seus cofundadores.

Ele disse que não se lembra exatamente o que disse a Musk, mas foi algo na linha de "WTF?", acrônimo para "what the f*ck" ("que por*a é essa?", em tradução livre). “Foi um pouco melhor do que isso”, disse Altman. "Não me lembro. No fundo, você sabe disso."

Altman ainda disse que a dupla “enviou alguns emojis”.

Leia também: Elon Musk provoca CEO da OpenAI com montagem em que chama a empresa de 'ClosedAI'

No início deste ano, Musk processou Altman e a OpenAI, alegando que a empresa tinha violado o seu “acordo de fundação” e corria o risco de violar a sua missão sem fins lucrativos de beneficiar a humanidade por meio da sua parceria com a Microsoft.

Musk está pedindo que a OpenAI torne sua pesquisa e tecnologia de código aberto, isole a Microsoft do GPT-4, evitando que Altman e a Microsoft lucrem com a empresa.

Musk ajudou a fundar a OpenAI ao lado de Altman em 2015, mas deixou o conselho da empresa cerca de três anos depois, dizendo que seus esforços de IA na Tesla se tornaram um conflito de interesses. O CEO da Tesla criticou repetidamente Altman e a empresa desde que deixou o conselho de administração da OpenAI.

No ano passado, Musk lançou seu próprio empreendimento de IA.

Altman disse ao podcaster Lex Fridman no ano passado que entende que Musk está “muito estressado” com a segurança da IA, mas deseja que o bilionário faça mais para reconhecer o trabalho que a OpenAI tem feito para resolver as preocupações sobre a tecnologia.

“Sinto falta do velho Elon”, disse Altman a Swisher. “Cresci com ele como um herói absoluto”, acrescentou o CEO.

Os advogados da OpenAI chamaram o processo de Musk de “frívolo” e “incoerente”, dizendo que o bilionário agiu por ciúme do sucesso da OpenAI depois de deixar a empresa.

No início deste mês, o criador do ChatGPT também divulgou alguns e-mails cujo conteúdo conflita com os comentários públicos de Musk sobre a empresa.

Acompanhe tudo sobre:Sam AltmanOpenAIelon-musk

Mais de Inteligência Artificial

OpenAI não copiou voz de Scarlett Johansson para o ChatGPT, diz jornal

Alexa será atualizada com IA e Amazon vai cobrar taxa pela tecnologia, diz site

Os grandes destaques do Build 2024, o evento de novas tecnologias da Microsoft

Copilot da Microsoft tem função que cria funcionários artificiais para automatizar tarefas

Mais na Exame