Starbucks adota NFTs para premiar clientes com eventos exclusivos e viagem para Costa Rica

Parceria com a Polygon terá plataforma exclusiva para propiciar a entrada de programa de fidelidade da empresa na era digital; entre os prêmios estão produtos, eventos e viagem para fazenda de café
Donos de NFTs da Starbucks podem ganhar viagem para fazenda de café na Costa Rica (Joshua Trujillo/Starbucks/Divulgação)
Donos de NFTs da Starbucks podem ganhar viagem para fazenda de café na Costa Rica (Joshua Trujillo/Starbucks/Divulgação)
M
Mariana Maria Silva

Publicado em 12/09/2022 às 17:24.

Última atualização em 12/09/2022 às 20:09.

Uma das redes mais famosas de café, a Starbucks anunciou nesta segunda-feira, 12, que adotará os tokens não fungíveis (NFTs) para seu programa de fidelidade. Em parceria com a Polygon, blockchain de segunda camada da Ethereum, serão oferecidos NFTs para clientes e funcionários, além de itens de edição limitada para venda em uma plataforma exclusiva.

“Hoje, temos o prazer de anunciar que a Starbucks Coffee Company está trabalhando com a Polygon para fornecer a tecnologia blockchain para construir sua experiência Web3, a Starbucks Odyssey”, afirmou a Starbucks em um comunicado.

(Mynt/Divulgação)

O programa, que se chama Starbucks Odyssey e é uma extensão do Starbucks Rewards, será lançado ainda este ano nos Estados Unidos, de acordo com um comunicado. O Starbucks Rewards já existe e é um famoso programa de fidelidade da empresa, que agora investe cada vez mais na era digital.

“Essa experiência única de programa de fidelidade é alimentada pelas baixas taxas e altas velocidades de transação na rede Polygon”, elogiou a Starbucks em um comunicado, justificando a escolha da rede Polygon para a iniciativa.

“A Odisséia da Starbucks” em português, garantirá a clientes e funcionários norte-americanos a recompensa em “selos digitais”, para que comprem, vendam e troquem na plataforma. Para ganhá-los, será necessário completar desafios e jogar jogos interativos.

Cada selo será um NFT distinto e a empresa ainda não mencionou uma possível expansão do programa para outros países.

Para os interessados em comprar os NFTs de edição limitada do Starbucks, o processo poderá ser feito na plataforma, que também conta com um mercado secundário para que os donos de NFTs possam vendê-los como quiserem.

Além disso, cada “selo digital” poderá desbloquear experiências exclusivas e prêmios para os amantes de café. Ao acumular os selos em NFTs, clientes e funcionários podem subir de nível na plataforma e conquistar os benefícios. Entre eles estariam aulas sobre bebidas, produtos, ingressos para eventos exclusivos e até uma viagem para a Costa Rica em uma fazenda de café da Starbucks.

“A implementação da tecnologia Web3 abrirá o caminho para a Starbucks se envolver com seus membros do programa de fidelidade Starbucks Rewards de maneiras novas e empolgantes, desbloqueando o acesso a experiências imersivas de café, desde produtos exclusivas e colaborações de artistas até convites para eventos exclusivos”, acrescentou a empresa em seu comunicado, desta segunda-feira, 12.

A empresa também divulgou que uma parte dos lucros das vendas de NFTs será revertida para causas ainda não reveladas.

Quanto a escolha da rede blockchain para a realização do projeto, a Starbucks enfatizou o caráter ecológico da Polygon como um dos grandes motivos. Depois de ter sido amplamente criticada por suas iniciativas na Web3 por conta do grande consumo de energia elétrica de algumas redes, a Polygon teria sido a escolha perfeita por conta do método utilizado para validar suas transações, chamado de “prova de participação”.

Dessa forma, os validadores da rede são selecionados a partir da quantidade de criptomoedas que possuem com movimentação bloqueada, um processo chamado de staking. O método prevê a economia de até 99% de energia elétrica.

“Construir o Starbucks Odyssey usando tecnologia alinhada com nossas aspirações e compromissos de sustentabilidade é uma prioridade. Adotamos uma abordagem muito cuidadosa e completa ao avaliar qual blockchain utilizar e a rede rápida, de baixo custo e neutra em carbono da Polygon é a base perfeita para nossa primeira comunidade digital”, disse Ryan Butz, vice-presidente de fidelidade, estratégia e marketing da Starbucks.

A Polygon é uma rede de segunda camada da Ethereum que permite transações mais rápidas, baratas e com maior eficiência, o que faz com que ela seja a escolhida de muitos projetos de NFTs atualmente, como Coca-Cola, Reddit e Disney.

Em breve, a própria Ethereum passará por uma mudança que adotará a prova de participação, em uma atualização chamada de “The Merge, prevista para ser concluída entre 13 e 15 de setembro.

“A Polygon é uma escolha natural para a Starbucks, pois ambas as empresas dão grande importância à diversidade, acessibilidade e sustentabilidade. Como fornecedor líder de infraestrutura que permite que pessoas e tecnologia colaborem e troquem valor global e livremente, a Polygon oferece a plataforma de lançamento ideal para a entrada da Starbucks na Web3”, afirmou Sandeep Nailwal, criador da Polygon.

A Web3, conhecida como a nova fase da internet, envolve a tecnologia blockchain, NFTs e criptomoedas em uma versão descentralizada da web.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok