Preço do bitcoin volta a subir e três criptomoedas do 'top 15' disparam

Maior criptomoeda do mundo sobe 4% após discurso de presidente do Fed, mas Cardano, Solana e Terra têm as altas mais significativas do dia

O bitcoin ganhou força nesta sexta-feira, 27, depois que o presidente do Fed, Jerome Powell, discursou na conferência anual do banco central dos EUA. Com um discurso pouco convincente, os momentos seguintes foram de queda no preço do dólar e alta do bitcoin, que voltou ao patamar acima de 48 mil dólares, e outras criptomoedas.

A recuperação da criptomoeda, que acumula alta de quase 4% nas últimas 24 horas, cotada perto dos 49 mil dólares, vêm um dia depois do bitcoin chegar ao seu menor preço dos últimos sete dias, próximo de 47 mil dólares.

Com o movimento de alta, o preço do bitcoin se mantém acima do suporte da média móvel de 200 dias no gráfico diário, de cerca de 46 mil dólares, o que é apontado por analistas como essencial para evitar a queda no preço do ativo digital.

Apesar de ter voltado a subir, o bitcoin continua preso em um canal descendente no gráfico de uma hora, e especialistas do site Coindesk apontam que superar esse padrão pode levar a criptomoeda a uma alta mais sustentável acima de 50 mil dólares.

Criptomoedas de Cardano, Solana e Terra disparam

Não foi só o bitcoin que viu os preços subirem nesta sexta. A criptomoeda nativa da rede Cardano foi uma que também disparou, contrariando as análises que citavam pessimismo após o ativo rejeitar a faixa de três dólares no início da semana e sofrer uma queda considerável.

No momento, o token ADA é negociado acima de 2,80 dólares, com alta de mais de 12% nas últimas 24 horas e quase 115% de alta acumulada em agosto.

Segundo especialistas, o novo movimento se deve à entrada de novos compradores, já que o número de carteiras que contém o ativo e foram criadas há menos de 30 dias cresceu 10% em relação ao mês passado, em um sinal de que novos investidores estão adotando o ativo. O dado é da ferramenta de análise IntoTheBlock.

"Com o iminente lançamento dos contratos inteligentes na rede Cardano, o ADA está vivenciando um aumento de interesse no curto prazo", publicou a ferramenta, no Twitter. O ADA assumiu recentemente a posição de terceiro maior criptoativo do mundo, com valor de mercado superior a 91 bilhões de dólares.

    Outras duas criptomoedas que fazem parte do Top 20 do ranking de ativos digitais por valor de mercado - que tem bitcoin e ether como primeiro e segundo colocados - também tiveram altas expressivas nesta sexta-feira.

    A criptomoeda SOL, da rede Solana, 10ª maior do mundo com market cap de 25 bilhões de dólares, subiu mais de 15% nas últimas 24 horas, registrando sua nova máxima histórica, de 86,47 dólares. No momento da publicação, após recuo de cerca de 1,5%, é negociada a 85,1 dólares.

    O ativo digital vem experimento novas máximas ao longo do último mês devido à uma série de notícias positivas sobre o projeto, como o lançamento do game Star Atlas, que funcionará na rede Solana e promete movimentar o mercado de jogos "play-to-earn", hoje liderado pelo Axie Infinity. A ferramenta também avançou em projetos ligados a NFTs e DeFi.

    Já o token LUNA, do projeto Terra, tem alta de 18,3%, negociado a 31,40 dólares. Apesar de ser uma alta considerável em relação ao preço da quinta-feira, a criptomoeda ainda está cerca de 10% abaixo da sua máxima histórica, registrada na terça-feira, 24. O Terra é o 12º maior criptoativo do mundo, com 12,7 bilhões de dólares de valor de mercado.

    Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube

    Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


    Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


    Falta pouco para você liberar seu acesso.

    exame digital

    R$ 4,90/mês
    • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

    • Acesse quando e onde quiser.

    • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
    Assine

    exame digital anual

    R$ 129,90/ano
    • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

    • Acesse quando e onde quiser.

    • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
    Assine

    Já é assinante? Entre aqui.

    Veja também