Future of Money

Bitcoin começa semana acima de US$ 67 mil, mas ata do Fed pode impactar preço

Mercado ainda aguarda mais sinalizações do banco central dos EUA sobre futuro da taxa de juros do país enquanto inflação mostra desaceleração

Bitcoin enfrenta lateralidade de preço (Reprodução/Reprodução)

Bitcoin enfrenta lateralidade de preço (Reprodução/Reprodução)

João Pedro Malar
João Pedro Malar

Repórter do Future of Money

Publicado em 20 de maio de 2024 às 11h05.

O bitcoin começou a semana com lateralidade, alternando entre pequenas altas e baixas nesta segunda-feira, 20. Dados da plataforma CoinGecko apontam que, nas últimas 24 horas, o ativo acumula leve queda de 0,2%, cotado a US$ 67,06 mil. Entretanto, especialistas apontam que um evento importante pode mudar a trajetória da criptomoeda nos próximos dias.

Em geral, o mercado de criptomoedas acompanha o bitcoin e apresenta lateralidade, com leve alta de 0,4% nas últimas 24 horas. A maior alta no período é da criptomoeda meme dogwithhat, que acumula ganhos de mais de 9%, enquanto a maior perda é o do Zebec Protocol, um protocolo de rede blockchain, com perdas de mais de 7%.

Entretanto, esse cenário poderá mudar em breve. João Galhardo, analista da Mynt, plataforma cripto do BTG Pactual, comenta que "a semana inicia em alta para o mercado, impulsionado pela perspectiva de desaceleração da inflação, evidenciada pelo Índice de Preços ao Consumidor (CPI) dos Estados Unidos divulgado na última quarta-feira, 15".

O índice animou os investidores ao mostrar que o cenário inflacionário dos Estados Unidos dá sinais de melhora. Uma inflação menor no país abre margem para o Federal Reserve realizar possíveis cortes na taxa de juros do país neste ano, uma possibilidade que reduz a aversão ao risco entre investidores e favorece ativos como o bitcoin.

Nesse sentido, Galhardo destaca que o principal evento desta semana será a publicação na próxima quarta-feira, 22, da ata da última reunião de política monetária do Fed. "Este documento traz as inclinações do banco central dos EUA quanto às futuras direções da política monetária do país. Caso o conteúdo da ata sugira uma postura mais flexível, é provável que o mercado mantenha a trajetória de alta", diz.

ETFs de ether no radar

Além da divulgação da ata, o mercado cripto também deverá passar os próximos dias à espera de uma decisão da Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos, a SEC, em relação aos pedidos de lançamento de fundos negociados em bolsa (ETFs, na sigla em inglês) de preço à vista de ether, até o momento indisponíveis no mercado norte-americano.

No momento, especialistas apontam que o mais provável é que a SEC rejeite os pedidos por considerar o ether um valor mobiliário, uma visão diferente da adotada para o bitcoin, que é classificado pelo regulador como uma commodity. A SEC tem até a próxima quinta-feira, 23, para responder às solicitações de lançamento.

Por outro lado, a corretora de criptomoedas Coinbase afirmou em um relatório recente que os investidores podem ser surpreendidos nesta semana caso a SEC aprove os ETFs, uma possibilidade que não está precificada no mercado e que, por mais que pareça improvável no momento, teria um impacto relevante no preço do ativo.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | TikTok

Acompanhe tudo sobre:BitcoinPreço do bitcoinCriptomoedasFed – Federal Reserve System

Mais de Future of Money

Análise: após decisão monetária do Fed, bitcoin segue em tendência de alta

Investir em bitcoin é a “forma mais fácil de ficar milionário”, diz autor de Pai Rico, Pai Pobre

Trump se apresenta como "criptopresidente" e diz que quer "bitcoin feito nos EUA"

Bitcoin dispara após divulgação do CPI: há esperanças para corte nos juros nos EUA?

Mais na Exame