Future of Money

Mercado muda de opinião e espera que SEC rejeite ETFs de ether em maio

Investidores estavam otimistas sobre possível aprovação após liberação de ETFs de bitcoin, mas regulador não tem dado sinais positivos sobre o tema

SEC está analisando pedidos para lançamento de ETFs de ether (Reprodução/Reprodução)

SEC está analisando pedidos para lançamento de ETFs de ether (Reprodução/Reprodução)

João Pedro Malar
João Pedro Malar

Repórter do Future of Money

Publicado em 25 de abril de 2024 às 11h18.

Apesar de um otimismo inicial, o mercado agora espera que a Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos, a SEC, rejeite em maio os pedidos de gestoras para o lançamento de fundos negociados em bolsa (ETFs, na sigla em inglês) de ether nos Estados Unidos. Até o momento, esse tipo de produto de investimento não existe nas bolsas do país.

Inicialmente, a aprovação dos ETFs de preço à vista de bitcoin em janeiro deste ano deixou os investidores animados sobre uma possível liberação dos fundos de investimento em ether. Além disso, a SEC aprovou em 2023 ETFs de preços futuros da criptomoeda da rede Ethereum, o que também reforçou as expectativas sobre uma possível aprovação.

Outro elemento que animou os investidores foi a entrada de pedidos de grandes gestoras, incluindo a BlackRock, a maior do mundo. No caso do bitcoin, analistas apontam que foi a entrada dessas mesmas gestoras foi um dos fatores determinantes para a aprovação e diálogo com o regulador norte-americano para o aprimoramento e adequação dos pedidos.

Logo após a aprovação dos ETFs de bitcoin, especialistas indicaram que havia um cenário favorável para a aprovação dos ETFs de ether em maio deste ano, prazo limite para a SEC avaliar pedidos de gestoras. A Bloomberg, por exemplo, estimou que a chance de aprovação desse tipo de produto estava acima de 70% naquele momento.

Desde então, porém, o mercado mudou de opinião e está mais pessimista. Eric Balchunas, analista de ETFs da Bloomberg, afirmou em diversas publicações no X, antigo Twitter, que o mais provável agora é que a SEC rejeite os pedidos em maio, destacando um "silêncio" do regulador, que não está pedindo alterações nas solicitações, uma postura diferente da adotada no caso do bitcoin.

Também nesta semana, o banco Standard Chartered divulgou um relatório em que avalia que a SEC vai rejeitar os pedidos de ETFs de ether. Por outro lado, a instituição acredita que essa rejeição já foi precificada pelo mercado e que há indícios de uma recuperação dos ativos nos próximos meses, projetando que o ether terminará 2024 cotado em US$ 8 mil.

A Reuters também divulgou uma reportagem citando fontes que apontam uma provável rejeição. A expectativa é que a possível aprovação posterior desses pedidos ocorra apenas no fim de 2024, ou até em 2025. Além disso, a SEC segue tentando enquadrar o ether como valor mobiliário, e não como commodity, classificação atual do bitcoin nos Estados Unidos.

João Galhardo, analista da Mynt, plataforma cripto do BTG Pactual, diz que "o silêncio da SEC sobre os ETFs de ether à vista, em conjunto com a postura do presidente da SEC Gary Gensler em relação à classificação do ether como potencial valor mobiliário, sugere cada vez mais uma rejeição na data de maio".

"No entanto, com o mercado cripto menos alavancado após liquidações recentes, devido à volatilidade gerada por conflitos geopolíticos, e com a rejeição dos ETFs potencialmente já precificada, como demonstra a queda de 15% no par ETH/BTC desde março, o impacto a longo prazo no valor do criptoativo pode não ser tão significativo", avalia.

Acompanhe tudo sobre:EthereumETFsSECCriptomoedas

Mais de Future of Money

SEC aprova ETFs de ether nos EUA e surpreende com mudança de visão sobre Ethereum

ETFs de bitcoin batem recorde e acumulam 850 mil unidades da criptomoeda

Pepe dispara 40% e um dos primeiros investidores da criptomoeda meme lucra US$ 3 milhões

ETFs de ether vão atrair US$ 500 milhões na 1ª semana de negociação, diz OKX

Mais na Exame