Future of Money

Por quase R$ 160 milhões, artista vende segundo NFT mais caro da história

Obra "Human ONE", que mistura artes física e digital, foi produzida por Beeple, criador dos dois NFTs mais caros de todos tempos

Human ONE é o segundo NFT mais caro de todos os tempos; primeiro da lista foi criado pelo mesmo artista (Christie's/Reprodução)

Human ONE é o segundo NFT mais caro de todos os tempos; primeiro da lista foi criado pelo mesmo artista (Christie's/Reprodução)

GR

Gabriel Rubinsteinn

Publicado em 10 de novembro de 2021 às 16h48.

Última atualização em 11 de novembro de 2021 às 11h33.

Foi encerrado nesta semana mais um leilão de arte digital na Christie's, e o evento registrou a venda do segundo NFT mais caro de todos os tempos. A obra "Human ONE", que mistura arte física com digital e foi produzida por Michael Winkelmann, conhecido pelo apelido de Beeple, foi arrematada por 28,9 milhões de dólares, ou cerca de 160 milhões de reais.

Agora, Beeple é responsável pelos dois NFTs mais caros de todos os tempos, e por quatro das 10 maiores vendas de tokens não-fungíveis já registradas. A obra que lidera a lista é "Everydays: the First 5000 Days", que ele vendeu por quase 70 milhões de dólares, também em um leilão da Christie's, em março.

A obra negociada nesta semana mistura arte física e digital. "Human ONE" (abaixo) é uma escultura digital de um astronauta caminhando, exposta em uma caixa de metal e vidro com quase dois metros de altura. Segundo o artista, é "o primeiro retrato de um humano nascido no metaverso".

Ele também afirmou que a obra também é uma espécie de "serviço de assinatura", já que o seu comprador "também está comprando as atualizações que farei continuamente na obra" - o token não-fungível com a arte que é exibida em uma caixa física real foi emitido no blockchain Ethereum e permite que o aturo faça atualizações e mudanças no mesmo. "Apesar da peça já ter sido vendida, ela ainda não está completa", explicou.

"Vou continuar fazendo mudanças e atualizações nela até o fim da minha vida". "Isso é como as pessoas vão ver arte no futuro, como uma coisa dinâmica. Você desce de manhã e a obra parece de um jeito. Você volta para casa do trabalho, e a obra está de uma forma diferente", explicou o artista.

Ryan Zurrer, ex-sócio da Polychain Capital, foi o comprador: "Garantir o ONE. Obrigado Bepple pela inovação visionária, pela incrível energia e pela hilária vibração positiva que você trouxe tanto para o universo dos criptoativos quanto da arte", publicou, no Twitter.

A negociação da obra superou as expectativas da casa leilões, que imaginava que o lance vencedor seria de cerca de 15 milhões de dólares, quase metade do valor final. Dos 28,9 milhões de dólares obtidos na negociação, o autor ficará com 25 milhões, e o restante serão destinados à organizadora do leilão.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube

Acompanhe tudo sobre:ArteBlockchainCriptoativosCriptomoedasEXAME-no-InstagramNFTs

Mais de Future of Money

Negociação de futuros de ether bate recorde de US$ 14 bilhões com expectativa sobre ETFs

Análise: mercado cripto retoma tendência de alta com dólar mais fraco e ETFs de ether no radar

Gala Games revela que perdeu R$ 1 bilhão em ataque: "fizemos uma confusão"

Bitcoin supera US$ 71 mil e ether dispara mais de 20% com aprovação de ETF no radar

Mais na Exame