Escritório onde Moro trabalhou nos EUA ajudará FTX em processo de falência

Alvarez & Marsal foi anunciada pelo novo CEO da corretora de criptoativos como uma das conselheiras no seu processo de reestruturação
Alvarez & Marsal já auxiliou empresas com problemas financeiros em diversos países, incluindo a Odebrecht e o Lehman Brothers (Reuters/Reuters)
Alvarez & Marsal já auxiliou empresas com problemas financeiros em diversos países, incluindo a Odebrecht e o Lehman Brothers (Reuters/Reuters)
D
Da RedaçãoPublicado em 18/11/2022 às 07:30.

A consultoria norte-americana Alvarez & Marsal, escritório em que o senador eleito Sergio Moro (União Brasil-PR) trabalhou por cerca de um ano, foi indicada pela corretora de criptoativos FTX como uma das suas conselheiras no processo de falência aberto nos Estados Unidos.

A indicação ocorreu junto com a renúncia do fundador da empresa, Sam Bankman-Fried, e a nomeação de um novo CEO, John Ray. Além da consultoria, a Sullivan & Cromwell ajudará no processo, e Ray revelou a autoridades norte-americanas que vêm trabalhando também com as empresas Nardle, Chainalysis e Kroll.

(Mynt/Divulgação)

O ex-juiz foi contratado pela empresa em novembro de 2020, alguns meses depois de ter renunciado ao cargo de ministro da Justiça no governo do presidente Jair Bolsonaro (PL). Moro trabalhou como sócio-gerente de Disputas e Investigações e, posteriormente, consultor, mas não possui mais nenhum vínculo com a empresa.

A participação de Moro na empresa terminou oficialmente em novembro de 2021, após sua filiação ao partido Podemos e lançamento de uma pré-candidatura à Presidência nas eleições de 2022. O ex-ministro acabou mudando de legenda, indo para o União Brasil e concorrendo para o cargo de senador pelo Paraná, onde foi eleito com pouco mais de 33% dos votos.

À época, a contratação de Moro pela Alvarez & Marsal rendeu algumas críticas devido à atuação da empresa como consultora de empresas investigadas pela Operação Lava Jato, onde o senador eleito atuou como juiz, e que tiveram problemas financeiros. Ele negou "conflitos de interesse" na contratação.

A consultoria chegou a informar ao Tribunal de Contas da União (TCU) que 75% dos seus honorários de clientes brasileiros eram provenientes de empresas que foram investigadas na Operação. Já Moro informou que recebia um salário mensal de US$ 45 mil.

A Alvarez & Marsal foi fundada em 1983 e busca "ajudar empresas a tornar áreas estagnadas em crescimento para atingir resultados sustentáveis", de acordo com o site da consultoria. Ela já auxiliou companhias como o Lehman Brothers, banco cuja falência desencadeou a crise financeira de 2008, e a construtora Odebrecht, renomeada para Novonor.

Segundo o novo CEO da FTX, ela deverá ajudar na reestruturação da corretora de criptoativos, assim como na verificação e localização de todos os ativos financeiros que a exchange ainda detém.

"Os devedores estão colocando em implementação os sistemas e processos necessários para que a Alvarez & Marsal produza um fluxo de caixa confiável e previsível, bem como os relatórios de caixa necessários para os relatórios operacionais mensais sob o Código de Falência", informou Ray às autoridades norte-americanas nesta quinta-feira, 17.

Comece seu portfólio de criptomoedas. A Mynt é uma empresa BTG Pactual para você comprar e vender crypto com segurança e atendimento 24 horas. Abra agora sua conta e desbloqueie seu mundo crypto.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok