Future of Money

Donos de token do Santos vão ganhar R$ 18 milhões por transferência de Neymar

Token da Vila permite que detentores recebam parte dos lucros obtidos pelo clube com a ida do jogador para o Al-Hilal

Jogador Neymar foi transferido do Paris Saint-German para o Al-Hilal (Etsuo Hara/Getty Images)

Jogador Neymar foi transferido do Paris Saint-German para o Al-Hilal (Etsuo Hara/Getty Images)

Cointelegraph
Cointelegraph

Agência de notícias

Publicado em 24 de agosto de 2023 às 11h19.

Última atualização em 24 de agosto de 2023 às 13h08.

O Token da Vila, um token emitido pelo braço de tokenização do Mercado Bitcoin e ligado ao Santos, distribuirá R$ 18 milhões aos seus detentores após a transferência do jogador Neymar para o clube árabe Al-Hilal. Divididos pelo total de 614.790 unidades emitidas e vendidas, os R$ 18 milhões renderão R$ 29,27 para cada token.

O token faz parte de um conjunto de criptoativos do Mercado Bitcoin chamado de “Futecoin” e é um caso de ativo do mundo real (RWA, na sigla em inglês) tornando-se um ativo digital. Os Futecoins representam direitos do mecanismo de solidariedade da Fifa, que beneficia os clubes que formam grandes atletas do futebol.

Esse mecanismo estabelece que até 5% do valor de transferência de um jogador deve ir para os clubes que participaram de sua formação entre os 12 e 23 anos. No caso do Santos, além de Neymar, outros onze jogadores formados pelo clube fazem parte da cesta que dá lastro ao Token da Vila, incluindo Gabigol e Rodrygo Goes.

Ao tokenizar os repasses do mecanismo de solidariedade da Fifa, o time antecipa uma receita futura, enquanto o investidor adquire os tokens na expectativa de futuras negociações dos atletas envolvidos e no consequente recebimento dessas liquidações em forma de dividendos.

“O Token da Vila é apenas um exemplo do poder da tokenização que está beneficiando, ao mesmo tempo, jogadores, clubes e investidores apaixonados por futebol. Nossa missão é continuar ampliando o acesso à nova economia digital por meio da democratização da criptoeconomia”, explica Fabrício Tota, diretor de Novos Negócios do Mercado Bitcoin.

yt thumbnail

Distribuições de tokens

Em outras quatro distribuições, o Token da Vila já repassou R$ 3,3 milhões aos detentores do criptoativo. Somados ao valor a ser repassado pela transferência de Neymar ao Al-Hilal, cada criptoativo ligado ao Santos já rendeu R$ 34,64 até hoje para os compradores.

O preço inicial do Token da Vila foi de R$ 50. Desta forma, considerando apenas os rendimentos, o criptoativo ainda não retornou todo o investimento inicial necessário para adquiri-lo. Tota salienta que os Tokens da Vila possuem boa liquidez e podem ser negociados no mercado secundário oferecido pelo Mercado Bitcoin. No momento, o criptoativo está cotado a R$ 25.

Além disso, Tota afirma que ainda existem transferências com valores adicionais a serem distribuídos aos detentores do Token da Vila. O diretor do Mercado Bitcoin também afirma que, da cesta de doze jogadores por trás do Token da Vila, os que possuem maior potencial para gerar receita são Neymar, Gabigol e Rodrygo.

Para você que adora ler notícias de crypto, a Mynt é o aplicativo ideal para você. Invista e aprenda sobre crypto ao mesmo tempo com conteúdos descomplicados para todos os públicos. Clique aqui para abrir sua conta.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | Tik Tok

Acompanhe tudo sobre:NeymarSantos Futebol ClubeCriptoativosmercado-bitcoin

Mais de Future of Money

Análise: bitcoin tem forte recuperação e tendência é de alta

Alemanha teve lucro "sem precedentes" com venda de bitcoin, revelam autoridades

JPMorgan: ações de mineradoras de criptomoedas estão subindo mais que o bitcoin

Homem que dizia ser Satoshi Nakamoto, o criador do bitcoin, confessa que mentiu

Mais na Exame