Corretora de criptoativos compra nome da maior equipe de e-sports dos EUA

Uma das principais corretoras de criptoativos do mundo, FTX anuncia acordo bilionário para compra do nome da equipe de jogos eletrônicos TSM

A corretora de criptoativos FTX, uma das maiores do mundo e baseada em Hong Kong, fechou um acordo histórico de mais de 1 bilhão de reais para comprar os "naming rights" da maior equipe de esportes eletrônicos (e-sports) dos Estados Unidos.

A TSM, equipe de e-sports baseada em Los Angeles, na Califórnia, vai receber 210 milhões de dólares (1,06 bilhão de reais) para integrar o nome da empresa à equipe pelos próximos 10 anos, tornando-se, portanto, TSM FTX.

O patrocínio já é comparado aos maiores contratos de "naming rights" dos EUA, geralmente comandados por gigantes financeiros como o Citibank, que tem um acordo anual de 21 milhões de dólares com o New York Mets, da liga norte-americana de baseball (MLB), e o banco britânico Barclay's, que tem um acordo de 20 milhões por ano com o Brooklin Nets, da NBA.

Tanto a indústria de criptomoedas quanto a dos games cresceram durante a pandemia global, impulsionadas pelo isolamento social e a busca por investimentos alternativos. Mais de 57 milhões de pessoas na América do Norte assistiram à eventos de e-sports em 2020, segundo uma pesquisa da empresa de análises Newzoo.

Já no mercado cripto, o bitcoin liderou um longo movimento de alta de abril de 2020 ao mesmo mês de 2021, com a correção chegando ao mercado em maio, mas ainda garantindo ótima valorização nos últimos 12 meses, passando de menos de 10 mil dólares há um ano para os atuais 37 mil.

Com a valorização do mercado de criptoativos, as corretoras como a FTX se beneficiaram largamente da popularização dos criptoativos. O diretor-executivo da corretora, Sam Bankman-Fried, diz que a negociação começou através de mensagens diretas no Twitter entre ele e o fundador da TSM, Andy Dinh. “Escolher uma grande indústria e, em seguida, reimaginá-la na era digital: isso é mais ou menos o que os e-sports significam para a indústria de esportes em geral, e é mais ou menos o que as criptomoedas significam para os investimentos e finanças”

A TSM, que chamava-se originalmente Team SoloMid, atua em mais de 10 ligas de games diferentes. A Forbes avaliou a equipe recentemente em 410 milhões de dólares, a maior avaliação da indústria norte-americana de e-sports. Dinh falou sobre o patrocínio e revelou que espera expandir o time para formar escritórios na China, Europa e América do Sul: “Esse acordo nos dá uma base sólida para realmente desenvolver nossa marca globalmente. Queremos ser realmente uma equipe global de e-sports. Temos que investir expandir e termos equipes em vários lugares do mundo.”

A iniciativa não é a primeira da FTX nos EUA, país em que a exchange ainda não tem uma grande base de clientes e busca expansão neste ano. Além de criptoativos, a corretora também negocia ações tokenizadas, lastreadas por uma corretora parceira, e derivativos.

Para ampliar sua atuação nos EUA, a FTX anunciou um acordo com o Miami Heat, da NBA, para também ter direitos sobre o nome da arena da equipe de basquete pelos próximos 19 anos, ao custo de 135 milhões de dólares.

O mercado dos Estados Unidos é considerado um desafio para a atuação de corretoras de criptomoedas, devido à regulação rígida e desconfiança de parte das autoridades por este mercado. O fundador da equipe de e-sports também falou sobre a aceitação do criptomercado nos EUA: “Existem algumas exchanges internacionais que trazem muitas dúvidas, mas também outras muito profissionais. A TSM pode ter um futuro maior e mais brilhante com esta parceria”

Finalmente, a FTX anunciou recentemente que também trabalha em uma nova rodada de investimentos que pode elevar sua avaliação de mercado para 20 bilhões de dólares.

por Cointelegraph Brasil

No curso "Decifrando as Criptomoedas" da EXAME Academy, Nicholas Sacchi, mergulha no universo de criptoativos, com o objetivo de desmistificar e trazer clareza sobre o seu funcionamento. Confira.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também