Criptoativos

Red Bull Racing Team anuncia parceria com a Tezos para lançamento de NFTs

Com o objetivo de aumentar o engajamento dos fãs do esporte e da escuderia, a Red Bull Racing irá lançar uma coleção de NFTs utilizando a blockchain da Tezos.

 (Lars Baron/Getty Images)

(Lars Baron/Getty Images)

A Red Bull Racing Honda, escuderia 4 vezes campeã da Fórmula 1, anunciou nesta quinta-feira, 20, a parceria com a Tezos para lançar uma série de NFTs em sua blockchain para os fãs da equipe.

De acordo com o comunicado da Red Bull Racing, a empresa selecionou a Tezos por conta da eficiência energética de sua blockchain, que está alinhada com os projetos ambientais que a empresa tem para o futuro, principalmente no que diz respeito à uma diminuição na emissão de carbono.

“A capacidade da Tezos de permanecer na vanguarda da tecnologia blockchain faz com que ela tenha um encaixe natural com a Red Bull Racing Honda. Crucialmete, seu design de eficiência energética também se alinha às nossas próprias ambições ambientais futuras de longo prazo e, à medida que a Fórmula 1 se move em direção à neutralidade de emissão de carbono, a metodologia de baixo impacto lançada pela Tezos será um ativo valioso”, disse Christian Horner, diretor e CEO da Red Bull Racing Team.

Ainda de acordo com a publicação feita pela Red Bull, o lançamento dos NFTs será a primeira etapa de uma longa parceria entre a escuderia e a Tezos, que tem como objetivo oferecer uma nova experiência de engajamento mais imersiva para seus fãs, que foram distanciados do esporte por conta dos impactos mundiais da pandemia do COVID-19.

“Os princípios da Tezos estão perfeitamente espelhados na equipe da Red Bull Racing Honda, e é por isso que acreditamos que esta seja uma parceria vencedora”, disse Hubertus Thonhauser, presidente da fundação Tezos.

Uma das categorias de criptoativos que mais se popularizaram em 2021, os NFTs representam uma nova tendência para produtores artísticos e colecionadores, possibilitando a digitalização de obras de arte e colecionáveis através de tokens únicos, que já estão alcançando o mundo dos esportes.

Além da Fórmula 1, os NFTs já chegaram à principal liga de basquete profissional do mundo, a NBA, que comercializa cards colecionáveis digitais de momentos únicos da liga através da plataforma NBA Top Shot, que foi desenvolvida com a Dapper Labs, criadora dos Crypto Punks, uma série de personagens representados em pequenas imagens no estilo 8-bit que são vendidos por milhões de dólares.

 

Acompanhe tudo sobre:BlockchainCriptomoedasFórmula 1Red Bull

Mais de Criptoativos

Trump anuncia NFTs colecionáveis de si mesmo

Criptomoedas: o que muda com a regulamentação das moedas virtuais aprovada pelo Congresso

Estado de Nova York proíbe 'mineração' de criptomoedas; entenda

Mineradores de Bitcoin serão desligados da rede em caso de crise energética, diz União Europeia

Mais na Exame