BC promove debates e palestras para discutir lançamento do real digital

Série de eventos online pretende debater implementação de CBDC brasileira e esclarecer casos de uso, vantagens e desvantagens junto à sociedade

O Banco Central anunciou uma programação de apresentações e palestrar para debater a emissão de uma moeda digital e esclarecer, junto à sociedade, as diretrizes gerais sobre o assunto, que foram divulgadas no final de maio. Entre os temas a serem abordados, os casos de uso que podem se beneficiar do lançamento do real digital e as tecnologias mais adequadas para sua implementação.

Serão sete eventos, todos online e gratuitos, cada um com um tópico principal e um público-alvo específico, como representantes dos provedores de serviços financeiros (fintechs e bancos), provedores de tecnologia (provedores de infraestrutura tecnológica para mercados financeiros e "big techs") e a sociedade em geral.

O primeiro seminário online - ou "webinar", como também chamado - está marcado para as 11h do dia 29 de julho e terá como objetivo traçar um panorama sobre as moedas digitais emitidas por bancos centrais, ou CBDCs, na sigla em inglês, e também discutir a emissão do real digital.

Para esse primeiro encontro, estão confirmadas as participações do professor Robert Townsend, do MIT, que fará a fala de abertura, e do professor Eduardo Diniz, da Escola de Administração de Empresas de São Paulo (EAESP), e de Keiji Sakai, country manager da R3, consórcio de empresas que desenvolveu o blockchain Corda, em uma mesa redonda. O diretor do BC, João Manoel Pinho de Mello, fará a moderação do painel.

Depois, ainda sem data definida, estão programados eventos com os temas "Cidadania, Segurança de dados, sigilo e rastreabilidade", "Operações offline", "Smart contracts, IoT e dinheiro programável", "Emissão & Movimentação", "Integração internacional" e "Tecnologias para emissão e compatibilidade com arranjos existentes", que acontecerão entre agosto e novembro.

A emissão e implementação de uma versão digital do real é objeto de estudo do Banco Central há pelo menos três anos, mas ganhou fôlego no último ano com a nova agenda de inovação e modernização da instituição, chamada "Agenda BC#". O próprio presidente do BC, Roberto Campos Neto, tem falado com frequência sobre o assunto e, nas diretrizes divulgadas em 24 de maio, o BC mostra que o projeto está avançado e que a instituição pretende lançar uma CBDC que possa ser usada no varejo e em remessas internacionais.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também