Startup brasileira desenvolve plataforma em blockchain para gestão de condomínios

Participante do programa "Open Ventures", da IBM, empresa utiliza Hyperledger para registrar contratos, documentos e acordos e para prestação de contas com usuários

O uso de blockchain em diversos setores, sem nenhuma relação com a negociação de criptoativos, é algo que tem se tornado cada vez mais comum, e a startup brasileira Growth Tech pode ser a próxima da lista dos casos de uso da tecnologia no país. Nesta quarta-feira, 27, a empresa anunciou o lançamento de uma ferramenta para gestão de condomínios totalmente digital ancorada na tecnologia blockchain.

Chamada Digi, a ferramenta utiliza blockchain para registrar todos os contratos, documentos e acordos digitais celebrados na plataforma, além das prestações de contas dos condomínios. A Digi oferece funções para síndicos e moradores e promete reduzir custos e melhorar a administração e a gestão de recursos dos condomínios que utilizam o sistema.

"A principal vantagem do uso de blockchain, para todas as partes envolvidas, é a segurança e a transparência agregadas às transações e aos negócios efetivados na plataforma", disse Hugo Pierre, CEO da Growth Tech, à EXAME.

uma das empresas brasileiras a participar do Open Ventures, da IBM, a Growth Tech utiliza a Hyperledger como tecnologia de registro distribuído. A Hyperledger é uma blockchain privada, focada na indústria, que foi criada pela Linux Foundation em parceria com diversas empresas de tecnologia como Cisco, Fujitsu, Hitachi e Intel, entre várias outras, além da própria IBM e de empresas especializadas em blockchain como ConsenSys e R3.

No Brasil, o uso da tecnologia blockchain já é realizado por cooperativas agrícolas, bancos, cartórios, entre vários outros setores, mostrando que a tecnologia vai muito além da compra e venda de bitcoin e outros criptoativos. À medida que a aplicação da tecnologia se mostra segura e eficiente para resolver problemas do mundo real, a tendência é que a lista continue aumentando, como vem acontecendo nos últimos anos.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também