Por mais segurança, bitcoin tem primeira atualização em 4 anos

Mineradores de todo mundo aprovaram nova atualização da criptomoeda, chamada de Taproot
Bitcoin tem primeira atualização em quatro anos (KTSDesign/Science Photo Library/Getty Images)
Bitcoin tem primeira atualização em quatro anos (KTSDesign/Science Photo Library/Getty Images)
Por Maria Clara DiasPublicado em 14/06/2021 08:00 | Última atualização em 15/06/2021 20:33Tempo de Leitura: 2 min de leitura

O bitcoin está passando pela primeira atualização em quatro anos. A mudança, chamada por especialistas de 'Taproot', foi aprovada por mineradores do criptoativo em todo o mundo e pretende trazer mais segurança, agilidade e privacidade às transações envolvendo a moeda, relata a CNBC.

As mudanças entram agora em fase de testes, até que sejam lançadas de forma definitiva, em novembro deste ano. A ideia é que, com as alterações, o bitcoin passe a ter maior eficiência nas transações, além de mais privacidade - o que consequentemente irá facilitar a emissão de contratos inteligentes, recurso oferecido pela tecnologia de blockchain.

O que muda no bitcoin?

A principal alteração está nas assinaturas digitais. Atualmente, a moeda faz uso de um algoritmo de assinatura digital que permite que somente o proprietário possa gastar o valor transacionado em bitcoins, a partir de uma chave individual e privada. Com a Taproot, essa mesma assinatura digital única poderá originar diversas outras assinaturas ilegíveis e irrastreáveis durante as transações. Segundo especialistas ouvidos pela CNBC, isso significa maior privacidade, uma vez que endereços individuais de bitcoins não terão mais tanta exposição na rede blockchain.

Essas mesmas assinaturas também podem facilitar - e baratear - os contratos inteligentes, acordos autoexecutáveis ​​que vivem no blockchain. Os contratos inteligentes têm certa flexiblidade dentro da rede, e podem ser usados ​​para transações comuns do dia a dia, desde o pagamento do aluguel até o registro de veículos, explica o site. A Taproot reduz o espaço que cada contrato inteligente ocupa na rede blockchain, trazendo mais agilidade e reduzindo custos.

As principais atualizações sobre moedas digitais você encontra na EXAME. Assine agora.