Future of Money
Acompanhe:

Bitcoin supera US$ 23 mil e criptomoedas acumulam altas de até 264% em 2023

Início de ano tem escalada no otimismo de investidores e criptomoedas apresentam lucros surpreendentes em pouco mais de 20 dias

Criptomoedas iniciam 2023 em disparada (EDUARD MUZHEVSKYI / SCIENCE PHOTO LIBRARY/Getty Images)

Criptomoedas iniciam 2023 em disparada (EDUARD MUZHEVSKYI / SCIENCE PHOTO LIBRARY/Getty Images)

M
Mariana Maria Silva

23 de janeiro de 2023, 15h25

O mercado de criptomoedas segue otimista neste início de ano marcado por altas significativas. Com capitalização de pouco mais de US$ 1 trilhão, as criptos movimentam US$ 77,6 bilhões no momento, de acordo com dados do CoinGecko.

O bitcoin é cotado a US$ 22.909 no momento, acumulando alta de 37% em 2023, apesar de ter atingido a marca dos US$ 23 mil durante a manhã. A principal criptomoeda abre a quarta semana no verde e, caso encerre da mesma forma, está será a primeira vez em quase dois anos.

“O preço do bitcoin vem testemunhando um rali de começo de ano interessante”, disseram os analistas da corretora cripto Bybit, destacando que é “importante salientar que isso ocorreu com um vento favorável no cenário macroeconômico, que foi a divulgação do índice de inflação nos Estados Unidos e um vento desfavorável que foi a divulgação da falência da Genesis e seu possível contágio em outras empresas cripto”.

Dando sinais de que ignorou a falência da Genesis no setor, o bitcoin pode estar mais correlacionado ao mercado tradicional do que se imagina. Por isso, as expectativas em relação ao Fed, banco central americano, podem guiar a cotação do bitcoin no curto prazo.

“Podemos esperar a continuação do rali até a divulgação da taxa de juro pelo Fed que ocorrerá em 1º de fevereiro”, acrescentaram os analistas da Bybit.

Já o ether, segunda maior criptomoeda do mundo, é cotado a US$ 1.619, com queda de 1,96% nas últimas 24 horas. No entanto, a criptomoeda acumula ganhos de 34,8% em 2023. Seu criador, Vitalij Buterin, citou os principais desafios que a rede precisa enfrentar no futuro.

(Mynt/Divulgação)

2023 começou com o pé direito para as criptos

O ano de 2023 iniciou bem para o setor de criptomoedas, após a divulgação de dados otimistas sobre a economia americana. Entre os 100 maiores ativos por valor de mercado, muitos apresentam alta significativa no acumulado do ano, que ainda representa apenas 23 dias nesta segunda-feira, 23.

Confira as criptomoedas que se destacam por altas no início de 2023, segundo dados do CoinMarketCap:

• Bitcoin (BTC): + 37,7%
• Ether (ETH): + 34,8%
• Cardano (ADA): + 50%
• Solana (SOL): + 143%
• Polkadot (DOT): + 50%
• Avalanche (AVAX): + 61%
• Near Protocol (NEAR): + 101%
• Lido DAO (LDO): + 131%
• Aptos (APT): + 264%
• Apecoin (APE): + 45%
• Decentraland (MANA): + 137%
• Axie Infinity (AXS): + 95,9%
• Flow (FLOW): + 78%
• Aave (AAVE): + 65%
• The Sandbox (SAND): + 103%
• Optimism (OP): + 132%

Apesar disso, especialistas alertam que o cenário ainda é de queda no médio prazo para as principais criptomoedas e pedem cuidado a investidores.

Para o bitcoin, os analistas da Bybit esperam que a cotação oscile entre US$ 20 mil e US$ 25 mil até fevereiro. “Investidores precisam ficar atentos ao nível de US$ 20 mil e US$ 18 mil. Uma queda para menos de US$ 20 mil seguida por uma queda adicional abaixo de US$ 18 mil pode levar o bitcoin novamente para US$ 16 mil onde encontrou seu fundo neste ciclo”, afirmam.

Sabia que você pode investir em Bitcoin, ether, Polkadot e muitas outras moedas digitais direto no app da Mynt? Comece com R$ 100 e com a segurança de uma empresa BTG Pactual. Clique aqui para abrir sua conta gratuitamente.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube | Telegram | Tik Tok