Bitcoin começa 2024 em alta e supera US$ 45 mil com mercado à espera de ETF

Preço do bitcoin está no maior patamar desde abril de 2022 e tem sido impulsionado por perspectivas sobre lançamento de ETF

ETFs de criptomoedas são a opção preferida de investidores profissionais (Reprodução/Reprodução)
ETFs de criptomoedas são a opção preferida de investidores profissionais (Reprodução/Reprodução)
João Pedro Malar
João Pedro Malar

Repórter do Future of Money

Publicado em 2 de janeiro de 2024 às 10h27.

O bitcoin começou 2024 mantendo o movimento de alta expressiva iniciado nos últimos meses do ano passado. Dados da plataforma CoinGecko apontam que a criptomoeda acumula uma valorização de mais de 6% nas últimas 24 horas, cotada atualmente em US$ 45,4 mil, o maior nível de preço registrado para o ativo desde abril de 2022.

Com essa valorização, o preço do bitcoin se aproxima dos níveis atingidos antes do início do ciclo de baixa no mercado, que se estendeu por todo 2022. À EXAME, João Galhardo, analista da Mynt, plataforma cripto do BTG Pactual, afirma que a alta dos primeiros dias de 2024 ocorre devido às expectativas do mercado sobre a aprovação de ETFs de preço à vista da criptomoeda.

"A semana promete ser decisiva para o mercado cripto. De acordo com analistas familiarizados com os procedimentos de registro de ETFs nos Estados Unidos, existe uma grande chance da SEC notificar os emissores de ETFs de bitcoin à vista que os mesmos estarão autorizados para o lançamento de seus produtos financeiros na semana seguinte", explica Galhardo.

O lançamento de ETFs de preço à vista da criptomoeda é aguardado há anos por investidores e especialistas nos Estados Unidos. Atualmente, a SEC permite apenas o funcionamento de ETFs de preços futuros. Entretanto, a aprovação inédita das solicitações ganhou força nos últimos meses.

Um dos principais motivos tanto para a aprovação ter se tornado mais provável quanto para o otimismo entre investidores envolve uma solicitante em específico: a BlackRock. Maior gestora do mundo e com mais de R$ 25 trilhões sob gestão, a empresa apresentou uma das 13 solicitações atualmente em análise pela SEC.

Aprovação de ETF de bitcoin

A expectativa é que aprovação ocorra até 10 de janeiro, prazo máximo de análise de um dos pedidos, e que mais de um ETF de bitcoin seja autorizado simultaneamente. Com isso, a expectativa é que o bitcoin ganhe acesso a um dos segmentos com mais poder aquisitivo, o de investidores institucionais, resultando em um aumento de demanda e fluxo de compra que podem impulsionar a criptomoeda.

Uma projeção divulgada em outubro empresa Galaxy Digital estima que o lançamento dos ETFs deverão atrair US$ 14,4 bilhões (R$ 72,2 bilhões, na cotação atual) em investimentos apenas no primeiro ano de funcionamento.

Na visão da companhia, o lançamento de um ETF daria origem a um veículo de investimento no bitcoin que seria melhor para muitos integrantes do mercado do que os produtos atualmente oferecidos, incluindo contratos futuros de preços e trusts já disponíveis.

yt thumbnail

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | Tik Tok

Mais de Future of Money

Blockchain ajuda na inclusão financeira, mas não é "varinha mágica", diz executivo

Taxas de transação com bitcoin despencam e revertem disparada após halving

O que aconteceu com o bitcoin depois do halving? Cripto tem aumento discreto após “evento do ano”

Stablecoins são "tábua de salvação" em países com inflação alta, diz CEO da Tether

Mais na Exame