Acompanhe:

Ao longo desta segunda-feira, 23, o bitcoin ultrapassou os US$ 33 mil, maior cotação deste ano. A principal criptomoeda do mundo se beneficia de uma escalada no otimismo de investidores em relação a um ETF de bitcoin à vista ser aprovado pela Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC, na sigla em inglês).

Cotado a US$ 33.071 no momento, o bitcoin subiu mais de 10% nas últimas 24 horas, de acordo com dados do CoinGecko. Na última semana o bitcoin subiu quase 16%.

  • Uma nova era da economia digital está acontecendo bem diante dos seus olhos. Não perca tempo nem fique para trás: abra sua conta na Mynt e invista com o apoio de especialistas e com curadoria dos melhores criptoativos para você investir.

ETF de bitcoin à vista é quase uma certeza nos EUA

De acordo com analistas da Bloomberg, a chance de aprovação de um ETF de bitcoin à vista, ainda inédito nos EUA, é de 90%. Os analistas do JPMorgan também revelaram esperar que a aprovação ocorra em breve.

Para Eric Balchunas, analista sênior de ETFs na Bloomberg, o lançamento de um ETF de bitcoin nos Estados Unidos é, agora, "iminente". No momento, a SEC avalia solicitações de diversas gestoras, mas a que mais chamou atenção do mercado é a da BlackRock, maior gestora do mundo e que possui cerca de US$ 8,5 trilhões em ativos sob gestão.

Na semana passada, uma notícia falsa envolvendo a aprovação do ETF de bitcoin à vista da BlackRock fez o mercado disparar momentaneamente. Apesar do erro, especialistas continuam otimistas de que uma verdadeira aprovação está mais próxima do que imaginamos.

BlackRock se prepara para ETF de bitcoin

Nesta segunda-feira, Balchunas publicou em sua conta pessoal no X (antigo Twitter) que a BlackRock já estaria comprando bitcoin para, supostamente, se preparar para disponibilizar o ETF em breve.

“BlackRock declarando em sua recente alteração do ETF de bitcoin que eles vão ‘fazer o seed’ do ETF em outubro. Não quero ler muito sobre isso, mas são informações novas que não estão no arquivo original, tão dignas de nota (especialmente porque eles são BlackRock)”, disse o analista sênior de ETFs da Bloomberg.

‘Fazer o seed” de um ETF significa preparar o capital inicial para que ele seja lançado e comece a ser negociado, possibilitando a criação de cotas do ETF que serão oferecidas aos investidores na bolsa. O capital inicial de um ETF pode variar, mas precisa ser de no mínimo US$ 2,5 milhões. Por outro lado, alguns ETFs já chegaram a estrear no mercado com US$ 100 milhões ou mais em ativos.

Uma nova era da economia digital está acontecendo bem diante dos seus olhos. Não perca tempo nem fique para trás: abra sua conta na Mynt e invista com o apoio de especialistas e com curadoria dos melhores criptoativos para você investir.

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | Tik Tok  

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Nem tudo é otimismo: especialistas questionam impacto do halving no preço do bitcoin
Future of Money

Nem tudo é otimismo: especialistas questionam impacto do halving no preço do bitcoin

Há 5 horas

Bitcoin terá "evento do ano": especialistas veem halving com otimismo e projetam disparada de preço
Future of Money

Bitcoin terá "evento do ano": especialistas veem halving com otimismo e projetam disparada de preço

Há 5 horas

Brasil vai colher frutos por liderar regulação de cripto na América Latina, diz executiva da Ripple
Future of Money

Brasil vai colher frutos por liderar regulação de cripto na América Latina, diz executiva da Ripple

Há 6 horas

Mineração de bitcoin atinge maior dificuldade da história antes do halving
Future of Money

Mineração de bitcoin atinge maior dificuldade da história antes do halving

Há 8 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais