Acompanhe:

O Bank of America publicou um relatório nesta quinta-feira, 29, em que destaca que a tokenização tem o potencial de transformar as infraestrutura financeira e não-financeira do mercado entre os próximos cinco e 15 anos. Na visão do banco, um dos maiores do mundo, a tokenização é a aplicação da tecnologia blockchain com mais potencial transformador na economia.

No relatório, os analistas Alkesh Shah e Andrew Moss afirmaram que o mercado estaria "à beira de uma evolução de infraestrutura que pode remodelar a forma como o valor é transferido, liquidado e armazenado em todos os setores". Essa evolução, explicam, está ligada ao surgimento e expansão da tokenização.

"A tokenização de ativos tradicionais e a emissão de ativos em forma de token têm o potencial de aumentar a eficiência e reduzir custos ao longo do ciclo de vida de um ativo, melhorar a alocação eficiente de capital, otimizar cadeias de suprimentos globais, catalisar uma nova geração de software como um empresas de serviço (SaaS) e, finalmente, impulsionar a adoção mainstream", diz o Bank of America.

O relatório avalia ainda que tecnologias disruptivas, como rádio, a televisão e o e-mail, demoraram cerca de 30 anos antes de conseguirem uma adoção em larga escala. No caso dos ativos digitais, porém, a expectativa é que esse período de tempo seja menor, com uma adoção mais acelerada.

A expectativa atual do Bank of America é que a implementação da tecnologia blockchain acelere entre instituições financeiras e empresas conforme "o custo de oportunidade de eficiências não capturadas aumenta", incentivando a inclusão dessa tecnologia nos negócios. É uma visão semelhante da de outros gigantes do mercado financeiro, como o Citi e a gestora Bernstein.

Futuro das criptomoedas

Na visão dos analistas, "a tecnologia de ledger distribuído e ativos tradicionais tokenizados não são cripto". Sobre o tema, eles disseram ainda que "os blockchains registram a propriedade dos mais de 26 mil tokens que existem no ecossistema de ativos digitais, mas esperamos que 99% dos ativos que existem hoje desaparecerão essencialmente nos próximos dez anos".

Entre os criptoativos que o Bank of America projeta que desaparecerão nos próximos anos estão diversas criptomoedas meme, incluindo a shiba inu e a pepecoin. Na visão dos analistas, esses ativos chamam muita atenção "apesar de não terem utilidade ou valor intrínseco". Entretanto, esse não é o caso de todos os ativos digitais.

O relatório destaca que blockchains públicas não-permissionadas, caso do Bitcoin e Ethereum, são descentralizadas e exigem a existência de tokens para recompensar os participantes pelo processamento de transações em suas redes, o que justifica a existência e continuidade desses ativos.

Uma nova era da economia digital está acontecendo bem diante dos seus olhos. Não perca tempo nem fique para trás: abra sua conta na Mynt e invista com o apoio de especialistas e com curadoria dos melhores criptoativos para você investir.  

Siga o Future of Money nas redes sociais: Instagram | Twitter | YouTube Telegram | Tik Tok

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Bitcoin rumo à máxima: o que fazer agora?
Future of Money

Bitcoin rumo à máxima: o que fazer agora?

Há 18 horas

‘Acreditamos muito em moedas digitais’, diz CEO da Mastercard no Brasil
Future of Money

‘Acreditamos muito em moedas digitais’, diz CEO da Mastercard no Brasil

Há um dia

JPMorgan diz que bitcoin pode cair para US$ 42 mil após halving em abril
Future of Money

JPMorgan diz que bitcoin pode cair para US$ 42 mil após halving em abril

Há um dia

Bitcoin recua após recordes de preço, mas uma cripto se destaca ao disparar 8%
Future of Money

Bitcoin recua após recordes de preço, mas uma cripto se destaca ao disparar 8%

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais