Esporte

Maratonista chinês é suspeito de ter recebido ajuda para vencer prova; veja vídeo

He Jie, de 25 anos, teria recebido auxílio de três africanos para ganhar a competição

Meia Maratona está sob investigação após acusações de fraude (	VCG/Getty Images)

Meia Maratona está sob investigação após acusações de fraude ( VCG/Getty Images)

Publicado em 18 de abril de 2024 às 11h26.

No último domingo, 14, o chinês He Jie venceu a Meia Maratona de Pequim. Agora, no entanto, a vitória está sendo contestada após ser verificado que um trio de maratonistas africanos aparentam ter desacelerado para permitir que o chinês vencesse a corrida.

Um clipe da meia maratona mostra os quenianos Willy Mnangat e Robert Keter gesticulando para que He avançasse quando estavam próximos à linha de chegada. Um atleta da Etiópia, Dejene Hailu, também teria facilitado para o chinês. Assim, este ultrapassou os africanos e tomou a liderança.

Como prêmio, He levou 5,5 mil dólares. Ele terminou os 21 quilômetros da meia maratona em 1h03min44s. O trio ficou logo atrás, em segundo, terceiro e quarto lugares.

Após a corrida, He declarou a repórteres que não estava em seu 'melhor estado competitivo'. No entanto, nada disse sobre o final polêmico da corrida.

https://twitter.com/Byron_Wan/status/1779667605659533751

Rapidamente, usuários de redes sociais começaram a apontar dúvidas sobre a lisura da competição.

Como resultado, a empresa de esportes chinesa Xstep, patrocinadora de He e da maratona, afirmou que a situação está sendo investigada. Em uma declaração ao The Paper, a companhia disse que "mais informações serão comunicadas assim que possível".

Um porta-voz do Instituto de Esportes de Pequim também contou à AFP que o órgão estaria investigando o incidente. 

Acompanhe tudo sobre:CorridaChina

Mais de Esporte

Estádio do Corinthians completa uma década de vida neste sábado; veja números, fatos e curiosidades

GP da Emilia-Romagna de F1 2024: horários e onde assistir aos treinos e classificação

UFC Las Vegas 92: onde assistir ao vivo as lutas com Edson Barboza e mais sete brasileiros

Jogos de hoje, sábado, 18; onde assistir ao vivo e horários

Mais na Exame