Esporte

Da Fórmula 1 para as ruas: a evolução dos pneus da Pirelli

Quem for à Fórmula 1, em São Paulo, terá a oportunidade de ver uma amostra do que estará nas ruas, nos carros de passeio, em pouco tempo

Pneus da Pirelli: tecnologia da Fórmula 1 transferida para os carros de passeio. (Pirelli/Divulgação)

Pneus da Pirelli: tecnologia da Fórmula 1 transferida para os carros de passeio. (Pirelli/Divulgação)

Gilson Garrett Jr.
Gilson Garrett Jr.

Repórter de Casual

Publicado em 1 de novembro de 2023 às 07h26.

Última atualização em 18 de janeiro de 2024 às 16h47.

Quem for ao Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1, que será disputado entre os dias 3 e 5 de novembro, no Autódromo de Interlagos, na zonal sul de São Paulo, terá a oportunidade de ver na pista os melhores pilotos do mundo como também uma amostra do que estará nas ruas, nos carros de passeio, em pouco tempo. Isso porque o campeonato é onde as montadoras testam novas tecnologias no desenvolvimento de veículos, da aerodinâmica aos pneus.

E uma empresa que é experiente neste processo é a Pirelli. A longa jornada da empresa na Fórmula 1 remonta à sua presença nos eventos iniciais do campeonato, onde pneus da marca conquistaram inúmeras vitórias e contribuíram significativamente para o avanço tecnológico dos carros de corrida. A Pirelli desempenhou um papel essencial no desenvolvimento de pneus de alto desempenho que foram e ainda são um componente vital tanto nas pistas de corrida como nas ruas.

Os pneus da Pirelli já foram vitoriosos nos Grandes Prêmios da Fórmula 1 mais de 300 vezes, com quase 500 largadas. De fato, a marca é o mais prolífico fabricante de pneus na história da Fórmula 1, além de ser a líder em investimentos em todos os tipos de corridas, desde monolugares a GT, ralis e outros eventos off-road.

O compromisso contínuo da Pirelli com a qualidade, inovação e sustentabilidade promete moldar o futuro dos pneus, tanto nas pistas quanto nas estradas comuns, mantendo a empresa firmemente posicionada como uma figura-chave e influente no mundo dos pneus de alto desempenho e da competição automobilística.

Transferência de tecnologia

A relação entre o automobilismo e a produção de pneus para carros de rua é inegável. A Pirelli, ao longo de sua história, viu a transferência de tecnologias do esporte motorizado para os pneus de carros comuns. Exemplos notáveis incluem os pneus de baixo perfil, inicialmente desenvolvidos para o Lancia Stratos na década de 1970, e os pneus cibernéticos para estrada, espelhando a telemetria do carro para o box.

Além disso, a introdução dos pneus de 18 polegadas na Fórmula 1 há alguns anos também destaca a transferência de tecnologia da competição de elite para veículos comuns, revelando a influência direta da F1 no desenvolvimento dos pneus dos carros de rua.

Os pneus do futuro

Enquanto os carros de Fórmula 1 evoluem, a Pirelli responde a cada mudança nos regulamentos, o que também empurra a marca a elevar o desenvolvimento a um novo patamar. Com um novo ciclo de regulamentos previsto para 2026, a empresa se prepara para uma nova geração de pneus que lida com demandas ainda maiores. Esta dinâmica entre a competição e o desenvolvimento de pneus para a rua continua a ser parte integrante da estratégia de produção da Pirelli.

Este novo ciclo enfatiza ainda mais a eletrificação e o uso de combustíveis sustentáveis, o que exigirá pneus com desempenho ainda mais avançado. A equipe de desenvolvimento da fabricante de pneus tem testado modelos mais recentes para 2024, e estes protótipos serão a base para os pneus de 2025, como parte do contínuo ciclo de evolução da Pirelli.

“A Pirelli estava lá quando a Fórmula 1 nasceu em 1950, e agora seremos protagonistas ao longo de quase duas décadas da era moderna”, diz o vice-presidente executivo da Pirelli, Marco Tronchetti Provera.

Acompanhe tudo sobre:CarrosFórmula 1GP São Paulo

Mais de Esporte

Ginastas dos EUA estabelecem recorde de cristais em collants

Goleiro do Barcelona-EQU morre aos 20 anos; saiba se jogo contra o RB Bragantino será adiado

Paris não vê 'boom' de turistas por causa das Olimpíadas

Fortaleza x Vitória: onde assistir e horário pelo Brasileirão

Mais na Exame