Esporte

'Estamos desolados pela partida de Darius Morris', escreveu Lakers, após morte de ex-armador

Confirmação da morte foi feita pela família do ex-atleta, via redes sociais

Darius Morris, ex-armador dos Los Angeles Lakers (Reprodução/X)

Darius Morris, ex-armador dos Los Angeles Lakers (Reprodução/X)

Agência o Globo
Agência o Globo

Agência de notícias

Publicado em 4 de maio de 2024 às 21h26.

O ex-armador dos Los Angeles Lakers, Darius Morris, morreu aos 33 anos de idade neste sábado. A causa da morte de Morris ainda não foi divulgada. Os Lakers publicaram, no perfil oficial do X, antigo Twitter, que o clube "está desolado pela partida" de Morris.

A confirmação da morte foi feita pela família do ex-atleta, via redes sociais: “É com grande tristeza que anunciamos o falecimento de nosso querido filho, Darius Aaron Morris. Durante este período de transição, a família dele pede que você respeite seus desejos de privacidade e graça”.

Darius Morris, nascido em 1991 em Los Angeles e criado em Carson, teve uma carreira que começou nos gramados do ensino médio na Windward School, onde conquistou um título estadual da Califórnia em sua última temporada. Sua jornada o levou à Universidade de Michigan, onde ele estabeleceu recordes e se destacou como um talentoso armador.

Os Lakers trouxeram Morris de volta para casa em 2011, escolhendo o atleta na 41ª rodada do draft da NBA. Ele chegou a compartilhar a quadra com Kobe Bryant.

Um dos pontos altos da carreira de Morris ocorreu nos playoffs de 2013, onde registrou médias de 10,5 pontos, 1,3 rebotes e 3,0 assistências em 26,2 minutos por jogo, mesmo lesionado.

Além de sua passagem pelos Lakers, Morris teve uma carreira na NBA que incluiu passagens pelo Philadelphia 76ers, Los Angeles Clippers, Memphis Grizzlies e Brooklyn Nets. Ao longo de 132 jogos na liga, ele contribuiu com médias de 3,3 pontos, 1,0 rebote e 1,4 assistências em 11,1 minutos por jogo.

Após sua carreira na NBA, Morris continuou jogando, explorando ligas internacionais e a G League. Suas viagens o levaram a países como China, Rússia e França, antes de encerrar oficialmente a carreira em 2020.

Acompanhe tudo sobre:Basquete

Mais de Esporte

Estêvão, Neymar, Denilson: confira as maiores vendas do futebol brasileiro

Copa América: Brasil domina seleção dos 11 jogadores mais valiosos. Veja quem são

GP da Espanha de F1 2024: horários e onde assistir ao vivo a corrida final

Vila Nova x Goiás: onde assistir e horário pelo Brasileirão Série B

Mais na Exame