ESG

Apoio:

logo_suvinil_500x252
Logo TIM__313x500
logo_unipar_500x313
logo_espro_500x313
logo_engie_500X252

Parceiro institucional:

logo_pacto-global_100x50

Companhia Brasileira de Alumínio avança no tratamento de sucata

Ainda no ano passado, a CBA ampliou em 10% o uso de sucata nos processos de produção do negócio transformados, com o reaproveitamento de 100% da sucata gerada internamente

Leandro Faria, gerente-geral de sustentabilidade da CBA (Leandro Fonseca/Exame)

Leandro Faria, gerente-geral de sustentabilidade da CBA (Leandro Fonseca/Exame)

Paula Pacheco
Paula Pacheco

Jornalista

Publicado em 18 de junho de 2024 às 07h00.

Em 2023, várias iniciativas ligadas à reciclagem avançaram na CBA. Na planta da Metalex, em Araçariguama, São Paulo, a empresa inaugurou uma nova linha de tratamento de sucata e o primeiro centro de processamento e reciclagem próprio, com capacidade para processar em média 400 toneladas de material por mês.

Ainda no ano passado, a CBA ampliou em 10% o uso de sucata nos processos de produção do negócio transformados, com o reaproveitamento de 100% da sucata gerada internamente, além da utilização de sucata adquirida externamente. O percentual de sucata total, interna e externa, utilizada na fabricação dos principais produtos da CBA chegou a 32%.

Acompanhe tudo sobre:CBAMelhores do ESG

Mais de ESG

Bromélia da Amazônia pode ser alternativa ao plástico do petróleo

Bruno Gagliasso é novo sócio da startup Mara, de alimentação a preço acessível

Redes de pesca, roupas e pneus: expedição quer identificar os microplásticos presentes nos oceanos

Trauma climático, capital e investimento privado

Mais na Exame