Acompanhe:

Agenda 2030: o que são os objetivos de desenvolvimento sustentável

Os objetivos do desenvolvimento sustentável (ODS), assumidos pelos países-membros da Organização das Nações Unidas (ONU), buscam estabelecer metas para evitar e erradicar problemas sociais como a fome, desigualdades e mais

Modo escuro

Continua após a publicidade
Agenda 2030: Conheça o que são as ODS, objetivos sustentáveis propostos pela ONU. (Enel/Divulgação)

Agenda 2030: Conheça o que são as ODS, objetivos sustentáveis propostos pela ONU. (Enel/Divulgação)

A Agenda 2030, ou Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, corresponde a uma série de compromissos assumidos pelos países-membros da Organização das Nações Unidas (ONU). O objetivo é traçar e desenvolver estratégias para que a sociedade evite problemas como a pobreza, fome, doenças e violência – com a promoção de direitos humanos, inclusão e sustentabilidade.

A Agenda foi desenvolvida por uma frente específica da ONU, o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e a iniciativa conta, hoje, com 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, os chamados ODS. Além deles, existem 169 metas a serem alcançadas no período de 2016 a 2030. Assim, os ODS, juntamente com as estratégias práticas, atualiza e dá continuidade aos 8 Objetivos de Desenvolvimento do Milênio.

Assine a newsletter EXAME ESG, com os conteúdos mais relevantes sobre diversidade e sustentabilidade nos negócios

Quais são os 8 Objetivos de Desenvolvimento do Milênio?

A agenda nem sempre foi como é conhecida e difundido como é atualmente. Antes da criação dos ODS, no contexto pós-Cúpula do Milênio em 2000, foi adotada a Declaração do Milênio das Nações Unidas.

A partir da declaração, os países-membros se comprometeram a alcançar Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM) – com foco nos direitos humanos no contexto das agendas nacionais e internacionais. Os ODM são os seguintes compromissos:

  • Acabar com a pobreza extrema e a fome
  • Alcançar o ensino primário universal
  • Promover igualdade de gênero e empoderamento das mulheres
  • Reduzir a mortalidade infantil
  • Melhorar a saúde materna.
  • Combater o HIV/AIDS, malária e outras doenças
  • Garantir sustentabilidade ambiental
  • Ter parcerias globais para o desenvolvimento

Especialista em ESG é uma das profissões tendência para 2023 e tem vagas sobrando; veja como entrar para o setor

O que são os ODS da Agenda 2030?

Os ODM foram atualizados em 2012, quando aconteceu a Conferência de Desenvolvimento Sustentável ou Rio+20, dando lugar aos ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável). Os ODS foram atualizações dos primeiros objetivos, tornando-os mais específicos e com recorte em ações mais claras. E, com isso, há a expectativa de que estes novos 17 objetivos sejam alcançados até o ano de 2030, por isso o nome de Agenda 2030.

Por exemplo, a primeira ODM que era “Acabar com a pobreza extrema e a fome” foi atualizada e substituída por “Terminar com a pobreza em todas as suas formas em todo o mundo” e “Terminar com a fome, alcançar a segurança alimentar e uma nutrição melhorada e promover uma agricultura sustentável”.

Dentre alguns dos novos temas que foram acrescentados nas ODS estão: água limpa e saneamento, cidades e comunidades sustentáveis e empregos dignos e crescimento econômico. Confira abaixo os 17 Objetivos Sustentáveis:

ODS da ONU

ODS da ONU (ONU/Reprodução)

Para que os ODS sejam aplicados corretamente, existem metas para cada um deles. O objetivo “Energias renováveis”, por exemplo, tem 3 metas. Algumas delas são,  “Até 2030, assegurar o acesso universal, confiável, moderno e a preços acessíveis a serviços de energia” e “Até 2030, dobrar a taxa global de melhoria da eficiência energética”. Com metas mais claras, os países-membros da ONU podem se organizar para alcançar os objetivos de forma mais direcionada e intencional, auxiliando no andamento e desenvolvimento da Agenda nos contextos locais e internacionais.

"Nós adotamos uma decisão histórica sobre um conjunto de Objetivos e metas universais e transformadoras que é abrangente, de longo alcance e centrado nas pessoas. Nós nos comprometemos a trabalhar incansavelmente para a plena implementação desta Agenda em 2030”, afirma texto no site da ONU.

Para Talita Assis, cientista e especialista no site Amazônia, da EXAME, a agenda 2030 é ambiciosa e tem potencial para mover as empresas rumo a novos negócios e novas maneiras de se posicionarem e fazerem negócios. "Mas ela requer ação. Para fazer sentido é necessário que o movimento seja em direção a alinhar nossas estratégias aos objetivos de desenvolvimento sustentável e não de tentar fazer com que os ODS caibam em nossas estratégias", afirma.

Quais países assinaram a Agenda 2030?

Todos os 193 países-membros da ONU assinaram o compromisso da Agenda 2030.

LEIA TAMBÉM: 

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Após ataque do Irã a Israel, Conselho de Segurança da ONU e G7 se reúnem para discutir conflito
Mundo

Após ataque do Irã a Israel, Conselho de Segurança da ONU e G7 se reúnem para discutir conflito

Há 4 horas

Crise no Haiti: ONU diz que quase 100 mil pessoas fugiram de Porto Príncipe por violência de gangues
Mundo

Crise no Haiti: ONU diz que quase 100 mil pessoas fugiram de Porto Príncipe por violência de gangues

Há um dia

Oceanos mais quentes levantam dúvida: subestimamos as mudanças climáticas?
ESG

Oceanos mais quentes levantam dúvida: subestimamos as mudanças climáticas?

Há um dia

Mars quer garantir o chocolate de quem nasceu em 2020 — e a ração dos pets
ESG

Mars quer garantir o chocolate de quem nasceu em 2020 — e a ração dos pets

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais