Portugal não precisará de segundo resgate, diz premiê

O país deve voltar a se financiar nos mercados da dívida em junho

Lisboa - O primeiro-ministro de Portugal, Pedro Passos Coelho, afirmou nesta quinta-feira que o país não precisará de um segundo resgate econômico.

Portugal deve voltar a se financiar nos mercados da dívida, quando o seu programa de resgate de 78 bilhões de euros (US$ 107 bilhões ) expirar em junho.

Passos Coelho disse que a saída de Portugal do programa de resgate seria discutida com os credores internacionais a partir de janeiro. Ele disse que ainda não há previsão de saída.

Credores de Portugal, a Comissão Europeia, o Banco Central Europeu (BCE) e o Fundo Monetário Internacional (FMI), começaram na semana passada uma revisão das reformas que o país tem realizado em troca de ajuda.

O pagamento da próxima parcela de empréstimos de 2,7 bilhões de euros depende de uma revisão bem sucedida do progresso do país na implementação de reformas econômicas. Fonte: Dow Jones Newswires.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.