PMI de serviços do HSBC Brasil caiu 3,3 pontos em abril

O índice passou de 47,9, pontos em março para 44,6 pontos em abril

São Paulo - O Índice de Atividade de Negócios HSBC Brasil do setor de serviços, sazonalmente ajustado, caiu 3,3 pontos, de 47,9, pontos em março para 44,6 pontos em abril.

Este indicador, calculado pela internacional Markit e pelo Banco HSBC, no Brasil, segue uma escala de zero a 100 pontos, sendo que graduações iguais ou maiores que 50 pontos são lidas como expansões da indústria. Abaixo, são consideradas quedas.

De acordo com as duas instituições responsáveis pelo cálculo e divulgação do PMI, em abril o indicador completou a marca de setenta e dois meses de baixa.

O resultado de abril se confirma como o mais baixo desde março de março de 2009 e revela uma queda forte no setor privado. Ainda de acordo com a Markit e o HSBC, as quedas em abril foram mais acentuadas na produção de serviços.

Pelo segundo mês consecutivo, o volume de entradas de novos trabalhos recebido pelos provedores de serviços diminuiu em abril.

"Taxas de inflação altas, condições econômicas difíceis, greves de caminhoneiros e uma demanda básica mais fraca foram alguns dos motivos citados pelas empresas que relataram diminuição no nível dos novos negócios", dizem os economistas da Markit e do HSBC.

Também caíram em abril o volume de pedidos dos fabricantes, o que justifica a redução de novos trabalhos no setor privado como um todo a um ritmo mais intenso dos últimos seis anos.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também