Economia

PIB da Argentina sobe 4,5% no 4º trimestre, mas cai 9,9% em 2020

Hotéis e restaurantes foram os mais afetados, registrando queda anual de 53,8%

 (Ricardo Ceppi/Getty Images)

(Ricardo Ceppi/Getty Images)

EC

Estadão Conteúdo

Publicado em 23 de março de 2021 às 18h15.

O Produto Interno Bruto (PIB) da Argentina registrou avanço de 4 5% no último trimestre de 2020 ante o trimestre anterior, segundo informou o Instituto Nacional de Estatística e Censo (Indec, na sigla em espanhol) do país. Na comparação com o mesmo trimestre do ano anterior, porém, houve contração de 4,3%.

No acumulado de 2020, o PIB argentino recuou 9,9%, afirmou o Indec.

Entre os 16 setores analisados, houve queda de atividade em 11 no confronto anual, em meio à redução da demanda.

Hotéis e restaurantes foram os mais afetados, em queda anual de 53,8%, enquanto o setor de intermediação financeira registrou alta de 10,6%, melhor desempenho no trimestre passado, segundo a medição do Indec.

Acompanhe tudo sobre:ArgentinaCrise econômicaPIB

Mais de Economia

Qual é a diferença entre bloqueio e contingenciamento de recursos do Orçamento? Entenda

Haddad anuncia corte de R$ 15 bilhões no Orçamento de 2024 para cumprir arcabouço e meta fiscal

Fazenda mantém projeção do PIB de 2024 em 2,5%; expectativa para inflação sobe para 3,9%

Mais na Exame