Orçamento dos Jogos Olímpicos chega a R$7 bilhões

O dinheiro será arrecadado com os patrocínios, a venda de ingressos e o licenciamento de produtos

O orçamento do Comitê Rio 2016 para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2016, no Rio, chega a R$ 7 bilhões. O dinheiro será arrecadado com os patrocínios, a venda de ingressos e o licenciamento de produtos.

Será acrescida uma verba do Comitê Olímpico Internacional (COI) que, segundo o diretor-geral do Rio 2016, Sidney Levy, é equivalente US$ 1 bilhão.

Os números foram apresentados hoje (23) e, segundo o presidente do Comitê Rio 2016, Carlos Arthur Nuzman, a meta é promover os jogos com um orçamento equilibrado.

O valor referente aos gastos dos governos federal, estadual e municipal será divulgado na próxima terça-feira pelo presidente Autoridade Pública Olímpica, general Fernando Azevedo e Silva.

Ele disse à Agência Brasil que até agora o orçamento com recursos públicos está equilibrado. Ele não revelou qual será o valor.

Para Sidney Levy, foi preciso separar as áreas de aplicação dos recursos. "Nós acreditamos que é importante para a sociedade brasileira que os recursos públicos sejam separados dos recursos privados. O comitê organizador é responsável pelos recursos privados. Vamos arrecadar dinheiro para gastar nos jogos e vamos informar os números" disse.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.