Milhares de britânicos vão às ruas contra inflação recorde

A inflação está em seu ponto mais alto, a libra esterlina está em seu ponto mais baixo e as preocupações aumentam à medida que o inverno se aproxima
Reino Unido: Milhares de britânicos saíram às ruas neste sábado (1º) para protestar contra a crise do custo de vida (AFP Photo/AFP Photo)
Reino Unido: Milhares de britânicos saíram às ruas neste sábado (1º) para protestar contra a crise do custo de vida (AFP Photo/AFP Photo)
A
AFPPublicado em 01/10/2022 às 14:04.

Milhares de britânicos saíram às ruas neste sábado (1º) para protestar contra a crise do custo de vida, enquanto o governo administra mal sua política orçamentária após uma semana de caos no mercado. 

A inflação está em seu ponto mais alto, a libra esterlina está em seu ponto mais baixo e as preocupações aumentam à medida que o inverno se aproxima.

O novo governo conservador de Liz Truss prometeu ação imediata para enfrentar a crise, mas o anúncio da semana passada de cortes maciços de impostos para os mais ricos provocou mais raiva e incompreensão.

"Apoie as greves", "Congele preços, não pessoas" ou "Impostos para os ricos", podiam ser lidos nas faixas dos manifestantes em Londres, que atenderam ao chamado de várias organizações em direção a Westminster, no centro da capital.

As pessoas "estão fartas", diz Lily Holder, uma manifestante de 29 anos em Londres.

O inverno - que promete ser duro para muitos britânicos que lutam para pagar suas contas - "mostrará a verdadeira crueldade de nosso governo", diz ela.

A maioria dos britânicos recebeu friamente o "mini-orçamento" apresentado pelo governo na semana passada. Os anúncios também abalaram os mercados e levaram a libra esterlina ao seu nível mais baixo de todos os tempos, levando à intervenção do Fundo Monetário Internacional e do Banco Central.

Leia tudo sobre economia nas eleições