Investimento estrangeiro não está deixando a China, diz ministro

Queda de 9,2% no investimento direto estrangeiro na China observada no mês de janeiro preocupou o mercado chinês

Pequim - O ministro do Comércio da China, Gao Hucheng, buscou aplacar nesta terça-feira as preocupações de que o investimento direto está deixando o país, dizendo que as afirmações sobre isso são "tendenciosas".

Em declarações a repórteres, Gao não explicou sobre as visões do ministério, embora dados nos últimos meses tenham mostrado uma aceleração na saída de fundos.

"Nos últimos anos alguns produtos de fato saíram, mas ao mesmo tempo muitas indústrias foram para a China", disse Gao a repórteres.

O investimento direto estrangeiro na China caiu 9,2 por cento em janeiro, para 80,1 bilhões de iuanes.

Uma pesquisa anual da Câmara Americana do Comércio na China divulgada no mês passado mostrou que mais de 80 por cento de seus membros se sentem menos bem recebidos na China do que antes, e a maioria tinha pouca confiança nas promessas da China de abrir seus mercados.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.