A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Importação de aço chinês cresce 54% na América Latina

De janeiro a setembro, a importação de aço laminado vindo da China para a América Latina chegou a seis milhões de toneladas

Santiago do Chile - A importação de aço laminado vindo da China para a América Latina chegou a seis milhões de toneladas entre janeiro e setembro deste ano, um aumento de 54% em relação ao período de 2013, divulgou nesta quarta-feira a Associação Latino-Americana do Aço (Alacero).

Segundo o relatório da Alacero, as importações chinesas de aço laminado à região cresceram em setembro 11% em valores anualizados, o que consolida a América Latina como o segundo principal destino desse produto, com 10,3% do total, só superada pela Coreia do Sul com 14%.

Os principais destinos latino-americanos para o aço laminado chinês nos primeiros nove meses de 2014 foram Brasil (25%), Chile (16%) e América Central (14%).

Neste período, os países que tiveram mais crescimentos nas importações de laminados da China, comparado com o mesmo período do ano passado, foram Argentina (136%), México (136%), Paraguai (123%) e Colômbia (103%).

Por produtos, os chamados "aços planos" representaram 67% das importações, com quatro milhões de toneladas, entre janeiro e setembro deste ano.

No mesmo período foram 1,6 milhão de toneladas de aços longos, concentradas especialmente em arames e barras.

A Alacero chamou a atenção sobre a concorrência desleal e os subsídios governamentais das empresas chinesas no mercado do aço laminado, situação que prejudica os concorrentes latino-americanas.

Por isso a entidade pediu em seu último congresso anual, realizado no México este mês, que os governos da região assegurem a competitividade da indústria local frente à chinesa e investiguem as denúncias de concorrência desleal.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também